Walter pede 'cabeça no lugar' e já foca no São Paulo

Walter pede 'cabeça no lugar' e já foca no São Paulo

Walter fez mais uma boa atuação no gol do Corinthians

Walter fez mais uma boa atuação no gol do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O goleiro Walter viveu mais uma grande noite. Apesar de enfrentar o segundo pior ataque do Brasileirão, o jogador acabou sendo exigido mais do que o esperado e fez boas defesas. Com a vitória, o Timão segue na cola do Atlético-MG, que também venceu na noite dessa quarta-feira. Para o goleiro, o importante é estar entre os quatro primeiros.

"Uma hora a gente tem que passar eles, mas tempos que estar no bolo, entre os quatro. Claro que tem muito jogo pela frente, tem que ter cabeça no lugar e continuar assim até o fim do campeonato", declarou.

O goleiro deixou o gramado muito satisfeito com sua atuação e com o apoio da torcida corinthiana. "Sim, eu fico feliz. Claro que a gente está mais centrado no jogo. Mas nas frias acabei dando conta do recado. Sempre procuro fazer o meu melhor", ressaltou.

Agora o elenco terá dez dias para se preparar para o próximo confronto, contra o São Paulo, no Morumbi. Mesmo com o provável retorno de Cássio, Walter já fala sobre o clássico e diz que é hora de concertar o que está errado na equipe.

"Vamos trabalhar, concertar o que está errado, tem dez dias de preparação, agora é pegar o São Paulo. Clássico é clássico, é fazer o nosso melhor", finalizou.

Veja Mais:

  • Carille não confirmou a equipe titular que enfrenta o São Paulo

    Rodriguinho não treina e Balbuena volta: veja provável escalação do Corinthians para o Majestoso

    ver detalhes
  • Em rede social, Kazim responde Gabriel: 'Pra cima dos bambis'

    Em rede social, Kazim provoca São Paulo antes de clássico: 'Pra cima dos bambis'

    ver detalhes
  • Recuperado de lesão, Balbuena foi relacionado para o Majestoso

    Com retornos confirmados, Corinthians relaciona 21 jogadores para Majestoso

    ver detalhes
  • Gabriel não escondeu seu lado corinthiano em entrevista

    Gabriel diz torcer pelo Corinthians desde criança e explica sensação de ter jogado pelo Palmeiras

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes