Incomodado com a liderança, presidente do Grêmio volta a falar do Corinthians

Incomodado com a liderança, presidente do Grêmio volta a falar do Corinthians

Por Meu Timão

Corinthians estreia no 'melhor horário' do Brasileirão contra o Joinville

Corinthians estreia no 'melhor horário' do Brasileirão contra o Joinville

Foto: Ricardo Taves/Ag. Corinthians

Na 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Corinthians, finalmente, estreará no "melhor horário" da competição. Às 11h do dia 13 de setembro, o Timão recebe o Joinville na Arena e espera manter a boa média de público, assim como aconteceu com os outros clubes que já experimentaram a novidade.

Porém, para o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, ainda existe uma desigualdade de critérios técnicos no calendário do Brasileirão. É fato que, no início da aplicação da nova medida, o Timão foi excluído devido aos interesses de transmissão - que garantem audiência - da Rede Globo, já que essas partidas não são exibidas em televisão aberta e o Corinthians é o clube que mais rende pontos à TV. No entanto, ainda que seja o último clube do torneio a estrear nesse horário, o Alvinegro não foi excluído.

"Obviamente quando se vê que no calendário o Corinthians não tem uma partida dessas, é a TV que determina as escolhas. O Grêmio quer discutir isso", repreendeu Bolzan.

A decisão, porém, não foi tomada pelo Corinthians, e sim pelos detentores dos direitos de transmissão. Ainda assim, o mandatário gremista mostrou-se contra as partidas realizadas no período da manhã, destacando que elas só devem ocorrer se distribuídas de maneira igualitária e técnica. "Que sejamos justos e todos os clubes joguem nesse horário", finalizou.

Em outra ocasião, ao final do ano passado, o clube gaúcho também se manifestou contra o Corinthians. Na 36ª rodada do Brasileirão de 2014, Timão e Grêmio se enfrentaram na Arena, em partida que terminou em 1 a 0 para o Alvinegro. Além das reclamações referentes ao resultado do jogo, o adversário tentou prejudicar o Corinthians junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), entrando com recurso após o Timão ter sido inocentado no caso Petros - que teve um novo contrato registrado pelo clube durante a competição. Se conseguissem tirar pontos do Timão naquela altura do campeonato, dificilmente o clube do Parque São Jorge permaneceria no G4 e teria conseguido a classificação para a Libertadores deste ano.

Veja Mais:

  • Titular contra o Vitória, Gabriel se posicionou sobre a derrota em rede social

    'Mais forte do que nunca': jogadores do Corinthians comentam derrota nas redes sociais

    ver detalhes
  • Rodriguinho foi um dos destaques do duelo na Arena; arbitragem bastante questionável

    Juiz 'esquece' pênaltis, Corinthians para na retranca do Vitória e perde a primeira no Brasileirão

    ver detalhes
  • Carille ressaltou aprendizados com revés do Corinthians para o Vitória

    Carille tira lições de derrota e nega relação entre perdas e período sem jogos

    ver detalhes
  • Jô teve atuação discreta na derrota para Vitória

    Cássio é eleito destaque de derrota do Corinthians; quarteto ofensivo destoa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes