Edu Gaspar revela história emocionante e explica gratidão eterna ao Corinthians

Edu Gaspar revela história emocionante e explica gratidão eterna ao Corinthians

Por Meu Timão

Edu Gaspar só jogou pelo Corinthians aqui no Brasil

Edu Gaspar só jogou pelo Corinthians aqui no Brasil

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Atual gerente de futebol do Corinthians, Edu Gaspar começou sua carreia no futebol no clube do Parque São Jorge. Mas, o que muito gente não sabe é que o ex-meia passou por uma história inacreditável quando criança e o Timão foi essencial nesse momento.

Quando tinha 14 anos de idade, Edu simplesmente acordou em uma manhã sem conseguir se mover na cama. O então jogador da base do Corinthians ficou um ano sem levantar e sem movimentar boa parte do copo.

"Foi um dos momentos mais difíceis que passei com a minha família. Vi a importância deles ao meu lado. Eu fiquei um ano certinho deitado em uma cama", lembrou o jogador, em participação no "Bola da Vez", da ESPN Brasil.

"Eu voltei de um aniversário, estava com um amigo meu, e desse dia, eu não levantei mais da cama. Não conseguia levantar. Falei 'Ricardinho, chama meu pai, não estou conseguindo levantar'. Ele perguntou 'está doendo?', eu disse 'está doendo muito minhas costas'. Chamou meu pai, meu pai não conseguia me pegar", explico Edu.

"A partir desse dia, fiquei um ano justinho no mesmo lugar. Fiz todo tipo de tomografia na época, tivemos junta médica com especialistas, tudo que você pode imaginar. Não descobriram", completou.

O período deitado na cama, sem levantar nem para tomar banho e fazer necessidades, prejudicou o corpo de Edu. "Meu quadril torceu, minha perna direita definho, eu emagreci, fiquei com quase 48 quilos com a altura que eu tenho hoje. Não conseguia comer, não conseguia me mexer", lembrou.

"Do jeito que veio, foi. Não foi de um dia para o outro. Eu comecei a fazer alguns movimentos que antes não conseguia. Sentava aos poucos, depois virava. Foi um processo devagar e o Corinthians foi muito importante para mim nesse momento", completou.

Um dos jovens promissores das categorias de base, na época, Edu não foi abandonado pelo clube. Mesmo que, para muitos, ele fosse um caso perdido.

"Eles me deram todo o suporto. Eu estava na categoria de base e o Corinthians colocou todos os médicos do profissional, tanto é que o Joaquim Grava até hoje sabe dessa história. Eu lembro o Carlinhos, massagista profissional, cuidava de mim, ia na minha casa. Eu não tinha condições de ir em hospital privado e tinha que ir em público, mas o Corinthians não deixava. Me levava nos hospitais particulares, me deu todo o suporte na categoria de base e não me mandou embora", explicou.

"Só que quando eu voltei, todo mundo achava que o Corinthians ia me mandar embora porque não tinha condições. Eu cheguei meio torto. Quando comecei a voltar andar, o Corinthians falou para voltar a treinar e eu ficava andando em volta do campo, aí depois comecei a trotar", disse.

"Todo mundo olhava como um caso perdido. Quem está lá, lembra dessa história. Pouco a pouco eu fui melhorando, correndo mais forte e de repente, minha vida fez assim, cara", finalizou, fazendo um gesto em referência a subir na vida.

A gratidão foi tanta que Edu Gaspar só jogou pelo Corinthians no Brasil. Depois de ser promovido ao profissional, fez parte das conquistas do Brasileiro de 98 e 99, do Paulista de 99 e do Mundial de 2000. Na sequência, foi vedido ao Arsenal por 9 milhões de euros. Fez sucesso na Europa antes de voltar ao Timão, em 2009.

Dois anos depois, encerrou sua carreira no futebol e passou a ser parte importante da diretoria alvinegra. Hoje é gerente de futebol e uma das principais peças na trajetória atual do clube.

Veja Mais:

  • Alan Santos tem conversas avançadas com Corinthians

    Corinthians negocia contratação de volante do Coritiba, diz portal

    ver detalhes
  • Giovanni Augusto treinou como lateral nesta terça-feira

    Giovanni na lateral, mudança na zaga e susto de Rildo: o treino desta terça do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians encara o Cruzeiro neste domingo, no Mineirão

    Resultado no Mineirão vale mais que os três pontos para Corinthians e Cruzeiro; entenda

    ver detalhes
  • Walter prestará homenagem a Danilo em suas luvas

    Walter usará luva personalizada em tributo a ex-goleiro da Chapecoense Danilo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes