Vagner Love relembra início de 'vaias' no Timão e exalta Fiel

Vagner Love relembra início de 'vaias' no Timão e exalta Fiel

Por Meu Timão

Com oito gols em 21 partidas, Love figura entre os principais artilheiros do Campeonato Brasileiro

Com oito gols em 21 partidas, Love figura entre os principais artilheiros do Campeonato Brasileiro

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Vice-artilheiro do Corinthians no Brasileirão, Vagner Love sofreu duras críticas por parte da torcida – e até da imprensa - até recuperar o bom futebol. Maduro, o atacante relembra o início complicado no Timão, mas reconhece que o apoio dos corinthianos foi fundamental para sua evolução na equipe alvinegra, líder da competição nacional.

“No começo, quando eu errava, a torcida vaiava. Hoje os gols tão saindo, eu recebo o carinho do torcedor. Temos de estar concentrados para fazer o melhor. Torcedor quer a gente o tempo todo no ataque, mas tem hora que temos de tocar a bola e segurar. Torcedor age com coração. O nosso está de parabéns pelo o que vem fazendo na Arena. Temos de retribuir”, afirmou Vagner Love.

Em 21 partidas pela Série A, Love marcou oito gols – para efeito de comparação, a temporada do camisa 99 é superior a dos badalados Gabriel (Santos), Rafael Marques (Palmeiras) e Walter (Atlético-PR), todos com sete tentos. “A gente quer sempre melhorar. No último jogo tive oportunidades, não marquei, mas ajudei de alguma forma. Preciso estar concentrado para isso acontecer. Atacante que não faz gol está sujeito a críticas”, acrescentou.

No clássico contra o Santos, disputado no último domingo, o atacante foi decisivo – além das boas jogadas que esbarraram na boa atuação do goleiro Vanderlei, Love foi o protagonista do pênalti de Zeca, que terminou na cobrança perfeita do meia Jadson. Questionado sobre o entrosamento com os companheiros, ele foi sincero.

“Confiança a gente adquire dentro dos jogos. Os jogadores e a comissão me passaram isso nos treinos. Críticas eu sabia que ia receber. Tenho de provar meu potencial treinando para as coisas se reverterem ao meu favor. Tenho de tentar manter isso para as coisas acontecerem bem”, declarou o centroavante, que chamou a atenção para o compromisso de domingo.

“A gente sabe que independente de ser equipes do meio da tabela para baixo, vai ser muito difícil. O Figueirense faz bons jogos em casa. Sabemos das dificuldades. temos de manter o padrão fora de casa para conquistar pontos”, completou.

Veja Mais:

  • Universidade Brasil firmou acordo com Corinthians para primeiro jogo da final estadual

    Corinthians anuncia patrocínio pontual para final do Paulistão; veja como fica a camiseta

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não volta ao Corinthians em 2017

    Corinthians empresta Alan Mineiro para quarto clube diferente em menos de um ano

    ver detalhes
  • Corinthians encerrou preparação contra a Ponte Preta

    Clima bom, susto de Pablo e escalação do Corinthians: o último treino antes da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Casuals foi derrotado nos pênaltis neste sábado; próxima temporada só em agosto

    Nos pênaltis, Corinthian-Casuals perde final e adia sonho de subir de divisão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes