'Eu acredito no Paulo Orlando', por Leonardo R. Carvalho

'Eu acredito no Paulo Orlando', por Leonardo R. Carvalho

Por Meu Timão

Paulo Orlando foi o primeiro brasileiro a conquistar a Major League Baseball

Paulo Orlando foi o primeiro brasileiro a conquistar a Major League Baseball

Foto: Reprodução

Sem saber muito sobre o estranho beisebol, aos 12 anos de idade, Paulo Orlando foi convidado a treinar no Nikkey Santo Amaro, gostou e ficou.

Entre o beisebol recreativo e o atletismo (Centro Olímpico e Pinheiros) Paulo ia levando sua humilde vida em São Paulo.

Em 2005, após resolver se dedicar exclusivamente ao beisebol, foi tentar a sorte na Republica Dominicana, depois Venezuela e finalmente nos EUA, passou por varias equipes de ligas menores, batalhou em cidades como Winston-Salem, Kannapolis, Springdale e Omaha, representou o Brasil nos Jogos Pan Americanos e no World Baseball Classic.

Com sua esposa Fabrícia grávida em São Paulo, enfrentando dificuldades para atingir o sucesso em um esporte que é super difícil e muito concorrido, pensou em largar tudo e voltar ao Brasil, mas guerreiro que é, continuou na luta.

Depois de 10 anos de muito sangue, suor e lágrimas, em 2015, Paulo foi incluído no plantel do Kansas City Royals, o então vice campeão da Major League Baseball e como um presente dos deuses, no dia do seu aniversário, em uma sensacional decisão de melhor de sete jogos contra o New York Mets, em plena casa do adversário, Paulo se tornou o primeiro brasileiro campeão da World Series, o maior titulo do beisebol mundial.

Paulo Orlando é sinônimo de perseverança;
Paulo é garra;
Paulo é luta;
Paulo é paulistano
Paulo é brasileiro,
Paulo é Corinthiano.

PS: Durante a celebração do título dentro dos vestiários do estádio Citi Field em New York, entre um banho de champanhe e outro, Paulo Orlando confessou ao jornalista do Grupo Bandeirantes Sérgio Patrick que “Fui campeão da World Series no mesmo dia que o Corinthians ganhou do Atlético em Belo Horizonte, quero muito voltar ao Brasil e ver um jogo ainda esse ano”.

Por Leonardo R. Carvalho

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Pelada registrada no Amapá, onde Caio presenciou o tradicional 'futilama'

    Do Amapá à Antártida: torcedor do Corinthians, fotógrafo percorre o mundo em busca de peladas

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes