Já no Rio, Renato Augusto garante vontade de jogar contra o Vasco

Já no Rio, Renato Augusto garante vontade de jogar contra o Vasco

Por Meu Timão

Já no Rio, Renato Augusto também pede para jogar

Já no Rio, Renato Augusto também pede para jogar

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Titular na noite de ontem pela Seleção Brasileira, Renato Augusto chegou ao Rio de Janeiro mais cedo, onde aguardou a delegação corinthiana. Vindo direto de Salvador, onde marcou um gol com a camisa amarelinha, o jogador atendeu a imprensa na chegada ao hotel.

O assunto, claro, foi a sua participação no jogo decisivo contra o Vasco, que pode definir a conquista do título corinthiano. Nesta quinta-feira, o Corinthians enfrentam a equipe cruzmaltina em São Januário, e confirmando os três pontos vai poder soltar o grito de campeão.

Apesar disso, o maestro do meio campo alvinegro ainda não está garantido na escalação de Tite. O treinador disse que deseja contar com os selecionáveis (além dele, Elias, Gil e Cássio foram convocados), mas não quer causar risco de lesões nos atletas.

Por isso, o meia declarou na chegada: "A vontade é de jogar! Preciso ver como vou acordar amanhã. Se eu estiver bem e tiver o OK médico e da preparação física, eu vou jogar!", declarou. A liberação de Renato, porém, é caso um pouco mais delicado - sofrendo com lesões durante toda carreira, o trabalho cuidadoso no CT fez com que ele conseguisse sua maior sequência de jogos da carreira.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes