Tite pensa em trabalhar na Europa, mas só depois de 2017

Tite pensa em trabalhar na Europa, mas só depois de 2017

Por Meu Timão

Sincero, Tite reconheceu o desejo de dirigir alguma equipe do futebol da Itália

Sincero, Tite reconheceu o desejo de dirigir alguma equipe do futebol da Itália

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Multicampeão com o Corinthians, o técnico Tite tem o desejo de aumentar seu currículo de vitórias, mas longe do Brasil. Tido como o maior treinador da história do Timão por muitos torcedores, ele pensa em aprofundar seus conhecimentos para, quem sabe, dirigir algum clube do Velho Continente num futuro próximo.

“Sim, mais especificamente num time italiano, por conta da língua. Espero que eu possa ter uma oportunidade e vou me preparar especificamente para que eu possa ter essa chance no futuro”, afirmou Tite, durante entrevista ao programa Esporte Espetacular, da Rede Globo, que vai ao ar neste domingo.

Com três passagens pelo clube alvinegro, o técnico acumula uma lista de títulos invejável: são dois Brasileiros (2011 e 2015), uma Copa Libertadores da América (2012), um Mundial de Clubes da FIFA (2012), uma Recopa Sul-Americana (2013) e um Campeonato Paulista (2013). Ele também ostenta uma Copa do Brasil (2001) pelo Grêmio, e uma Copa Sul-Americana (2008) à frente do Internacional.

No entanto, para a tranquilidade dos corinthianos, o treinador descarta deixar o cargo no Timão antes do término de seu contrato, válido até dezembro de 2017. “Tenho mais dois anos de contrato com o Corinthians e pretendo cumpri-lo”, acrescentou. Vale lembrar que o nome de Tite é um dos mais especulados para assumir a Seleção Brasileira, hoje comandada por Dunga.

Após a desclassificação na Copa América, parte da imprensa esportiva cravou a saída do comandante da equipe verde-amarela, fato ainda não concretizado. Questionado, o treinador alvinegro jamais escondeu o desejo de dirigir o Brasil, mas reafirmou que não pensa em deixar o clube. “Hoje, não largo para nada”, avisou, pouco antes de ser campeão nacional.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes