Em nota oficial, Corinthians lamenta morte de ex-presidente do São Paulo

Em nota oficial, Corinthians lamenta morte de ex-presidente do São Paulo

Por Meu Timão

Juvenal Juvêncio faleceu nesta quarta-feira

Juvenal Juvêncio faleceu nesta quarta-feira

Foto: Gazeta Press

Na manhã desta quarta-feira, o ex-presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, faleceu em decorrência de um câncer de próstata. Aos 81 anos, Juvenal estava internado desde o final de semana no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo e, nos últimos meses, já havia deixado de fazer aparições públicas devido à doença.

O Corinthians, deixando a rivalidade de lado e demonstrando solidariedade com o acontecido, lamentou a morte do ex-presidente do clube do Morumbi em nota oficial, publicada em seu site.

O presidente do Timão, Roberto de Andrade, assinou a nota de pesar, que trazia palavras de consolo e conforto. "Deixamos aqui nossas condolências à família e à coletividade do São Paulo", afirmou.

Confira a nota de pesar na íntegra

O Sport Club Corinthians Paulista lamenta o falecimento do ex-presidente do São Paulo Futebol Clube, Juvenal Juvêncio.

Deixamos aqui nossas condolências à família e à coletividade do São Paulo. Juvenal teve muitas vitórias e conquistas em suas três passagens na presidência do clube paulista.

Roberto de Andrade

Presidente do Sport Club Corinthians Paulista

Veja Mais:

  • Artilheiro do Brasileirão, Jô pode levar novo gancho do STJD

    Jô e Clayson, do Corinthians, voltam a ser julgados no STJD

    ver detalhes
  • Antonio Roque Citadini é candidato da oposição à presidência do Timão

    Em defesa à Arena, Citadini lembra crime fiscal de Andrés: 'Arrebentou com as finanças'

    ver detalhes
  • Pablo foi campeão paulista e brasileiro pelo Corinthians em 2017

    Corinthians volta a negociar com Pablo e pode contratá-lo para 2018, diz portal

    ver detalhes
  • Vasconcelos deve ter contrato estendido com o Timão até o fim de 2019

    Corinthians prepara extensão de contrato a artilheiro da Copinha

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes