Time chinês comandado por Luxemburgo faz proposta para tirar Jadson do Timão

Time chinês comandado por Luxemburgo faz proposta para tirar Jadson do Timão

Por Meu Timão

Jadson já recusou proposta para jogar na China no início deste ano

Jadson já recusou proposta para jogar na China no início deste ano

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Apesar da diretoria garantir que vai fazer esforços para manter o elenco, a situação está complicada. Nesta quinta-feira, foi a vez de Jadson. O meia recebeu uma proposta do Tianjin Songjiang, da China - time comandado por Vanderlei Luxemburgo.

A informação foi dada pelo colunista Jorge Nicola e confirmada pelo portal LANCE!. A proposta foi entregue para Marcelo Robalinho, empresário do jogador, e para a diretoria corinthiana. Por enquanto, não se sabe a resposta do camisa 10.

Luxemburgo foi autorizado a levar três jogadores brasileiros para o time chinês. Com muito dinheiro disponível, o treinador já acertou a ida de Luís Fabiano, que estava no São Paulo, e agora quer Jadson e o atacante Geuvânio, do Santos.

O presidente Roberto de Andrade demonstrou preocupação em relação ao capital disponível para investimento na China. "Hoje ganhamos um mercado emergente com dinheiro em abundância que é a China e como é que segura? Tem coisa que conseguimos igualar, mas tem coisas fora do alcance do clube e de qualquer clube. Prefiro que ninguém tenha olhos voltados para jogadores do Corinthians. Futebol é feito dessa forma. Vamos ver o que vai acontecer", declarou, em entrevista à Rádio Globo, nesta quarta-feira.

Essa não é a primeira vez que Jadson recebe uma proposta da China. No início deste ano, ele foi procurado pelo Jiangsu Sainty. Na ocasião, mesmo com o time passando por crise financeira e em fase complicada dentro de campo, o camisa 10 recusou.

Jadson tem contrato com o Corinthians até agosto do próximo ano. O Timão é dono de apenas 30% dos seus direitos econômicos. O restante pertence ao próprio Jadson e seus empresários.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes