Roberto de Andrade dá dica sobre empresa que negocia naming rights

Roberto de Andrade dá dica sobre empresa que negocia naming rights

Por Meu Timão

47 mil visualizações 234 comentários Comunicar erro

Empresa que pode dar seu nome à Arena é estrangeira

Empresa que pode dar seu nome à Arena é estrangeira

Foto: Meu Timão

O Corinthians segue mantendo o mesmo discurso sobre naming rights: as conversas estão acontecendo, é difícil e ninguém pode falar nada. Nesta quarta-feira, porém, o presidente do clube, Roberto de Andrade, deu uma pista sobre uma das empresas que negocia o nome da Arena Corinthians.

"É um que eu não entendo quase nada", declarou o mandatário, ao ser questionado sobre a nacionalidade (e o idioma) de uma das empresas que conversa com o Timão, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Independente da língua falada durante as conversas, o presidente do Timão demonstra otimismo e a reafirma que existem duas empresas na disputa.

"É uma negociação complexa, difícil, são valores altos, um negócio grande, um tempo gigante. Estamos bem otimistas. Espero o mais rápido possível dar essa boa notícia ao torcedor", ressaltou.

"Estamos conversando com duas empresas, falando simultaneamente. Existe um acordo para não falarmos os nomes", completou.

Veja Mais:

  • Marcelo Aparecido de Souza foi pressionado por jogadores e torcedores no Allianz Parque

    STJD aceita pedido e vai julgar em outra sessão mérito que pode melar título paulista do Corinthians

    ver detalhes
  • Dupla voltou de Chapecó com problemas físicos e pode se tornar baixa

    Dupla será reavaliada e pode se juntar a Cássio como desfalque para Corinthians no sábado

    ver detalhes
  • Guilherme Castellani assinou com o Timão até o fim de 2020

    Goleiro da equipe Sub-20 assina primeiro contrato profissional com o Corinthians

    ver detalhes
  • Henrique quer Corinthians bem no Brasileirão até o embate pela Libertadores

    Em desembarque, Henrique fala em 'virar a chave' para se aproximar dos líderes no Brasileirão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes