Love diz desconhecer oferta da China, mas não descarta saída

Love diz desconhecer oferta da China, mas não descarta saída

Por Meu Timão

Aos 31 anos, Love não desconsidera volta à China

Aos 31 anos, Love não desconsidera volta à China

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

O atacante Vagner Love abriu o jogo e falou pela primeira vez sobre seu possível retorno ao futebol asiático. Especulado em um clube da China, país no qual atuou nos últimos dois anos, o jogador negou que tenha recebido ofertas para deixar o Corinthians, mas admitiu que uma eventual transferência não está descartada.

“Para mim não chegou nada. Eu e meu empresário não sabemos de nada. Estou muito feliz no Corinthians, tenho contrato até julho de 2016, quero cumprir. Para eu sair do Corinthians, tem que ser uma coisa muito boa”, explicou o atacante, um dos padrinhos do projeto “Craque do Amanhã”, que auxilia na formação de jovens em situação de vulnerabilidade social.

Love sofreu duras críticas por parte da torcida – e até da imprensa - até recuperar o bom futebol. Maduro, o camisa 99 precisou driblar o início complicado no Timão até voltar a balançar as redes adversárias e ser decisivo. Em 50 partidas ao longo da temporada, anotou 16 gols, marca que lhe rendeu o posto de vice-artilheiro do Brasileirão.

Hoje valorizado, Love admite que a parte financeira pode influenciar sua decisão em uma negociação futura. “Estou indo para o quinto filho. Tenho que pensar na minha família também. Se for algo irrecusável... É aquela coisa: dinheiro não traz desafogo. Então, temos de pensar na nossa família também”, considerou.

A reapresentação do elenco corinthiano está marcada para o dia 06 de janeiro, no CT Joaquim Grava. O Timão realizará a pré-temporada na Flórida, nos Estados Unidos. “Mês que vem é cair dentro para começar a temporada da mesma maneira que terminou a última. Jogar o mesmo futebol que joguei na reta final”, afirmou.

Além do atacante, outro corinthiano assediado pelo mercado chinês foi Jadson. O camisa 10 aceitou uma proposta milionária do Tianjin Quanjian e não fará parte do grupo de Tite em 2016. Dono de apenas 30% dos direitos econômicos do atleta, o clube alvinegro embolsou apenas R$ 6,3 milhões com o acerto.

Veja Mais:

  • Romero será um dos titulares na última partida do ano

    Libertadores, vingança e tributo: Corinthians encara Cruzeiro neste domingo

    ver detalhes
  • Patch de homenagem a Chapecoense na camisa do Corinthians

    Veja imagens da camisa do Corinthians com o patch da homenagem a Chapecoense

    ver detalhes
  • Marinho vem sendo pedido por torcedores do Corinthians para 2017

    Pedido pela torcida do Corinthians, Marinho admite deixar Vitória em 2017

    ver detalhes
  • Simi passou sete anos no Corinthians

    Simi reclama de saída do Corinthians e projeta 'final às avessas' da LNF no Parque São Jorge

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes