Corinthians recusa proposta da Alemanha por Renato Augusto

Corinthians recusa proposta da Alemanha por Renato Augusto

Por Meu Timão

Renato Augusto permanece no Corinthians para 2016

Renato Augusto permanece no Corinthians para 2016

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

A diretoria do Corinthians conseguiu evitar a saída do melhor jogador do Brasil do seu elenco. O clube recusou uma proposta do FC Schalke 04 pelo meia Renato Augusto nos últimos dias.

"O Renato Augusto houve a proposta do Schalke 04 e foi negada. Então não é assim que levam fácil, não", afirmou Edu Ferreira, em entrevista à Rádio Transamérica nesta segunda-feira.

Segundo informações do jornal LANCE!, a proposta por Renato Augusto seria de cerca de 6 milhões de euros (cerca de R$ 25 milhões de reais).

A negativa foi baseada em dois motivos. O primeiro é o valor, considerado baixo pelo Corinthians, já que se trata do melhor jogador do Brasil em 2015. Além disso, a diretoria está preocupada com as recentes baixas, como Edu Dracena e Jadson, que já deixaram o clube, e o volante Elias, que está muito próximo.

Renato Augusto está no Corinthians desde 2012, quando o clube o comprou do Bayer Leverkusen, da Alemanha, por 3,5 milhões de euros (o equivalente a R$ 10 milhões na época). Justamente pelo período no Bayer, o meia desperta a atenção do futebol alemão.

Veja Mais:

  • Carille teve problemas para testar elenco nesta quarta; Arana e Léo Santos se ausentaram

    Bruxa solta! Treino do Corinthians é marcado por ausências, sustos e dúvidas

    ver detalhes
  • Dono de cinco gols em 2017, Romero está convocado pela seleção paraguaia

    Noiva de Romero vaza convocação de paraguaios do Corinthians; veja documento

    ver detalhes
  • Emerson Santos assinou pré-contrato com o Palmeiras

    Emerson Santos custaria R$ 20 milhões ao Corinthians em cinco anos; entenda o valor

    ver detalhes
  • Jadson treinou de colete, como coringa, na terça-feira

    Corinthians pode deixar Jadson fora contra o Vitória; entenda

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes