Marcelinho Carioca volta ao Corinthians e se torna o 'Senhor Centenário'

Ex-meia, que foi o jogador que mais conquistou títulos pelo Timão, foi eleito embaixador no ano mais importante da história do clube paulista
O Pé de Anjo conquistou dez títulos, entre eles o do Mundial de Clubes da Fifa

O Pé de Anjo conquistou dez títulos, entre eles o do Mundial de Clubes da Fifa

Foram 423 partidas, 206 gols marcados e dez títulos conquistados. Uma história de oito anos e meio e que terminou oficialmente nesta sexta-feira, 8 de janeiro de 2010. Aos 38 anos, Marcelinho Carioca deixou de ser jogador profissional e agora só vai curtir o carinho da torcida do Corinthians, time no qual ele, sem dúvida, viveu o melhor momento da sua carreira. Sai do astro e dono da camisa 7 e entra em ação o “Senhor Centenário”.

No ano em que o Timão completa 100 anos, Marcelinho Carioca foi nomeado embaixador do time de Parque São Jorge. Ele participará de várias ações de marketing no Brasil e no exterior e também disputará alguns amistosos pelo clube. O primeiro será na próxima quarta-feira, às 16h, contra o Huracán (ARG), em partida que será realizada no estádio do Pacaembu e que servirá também para o time de 2010 ser oficialmente apresentado para a Fiel Torcida.

Marcelinho usou e abusou dos clichês para explicar a sua paixão pelo Corinthians.

- O Corinthians é a minha vida, a minha história, é o meu amor. Tudo que conquistei na carreira devo ao Sport Club Corinthians Paulista. Para mim, é tudo muito especial, principalmente porque sou um cara nascido no Rio de Janeiro e que conseguiu vencer em São Paulo. Estou muito feliz de voltar para a minha casa e terminar de maneira brilhante a minha história no clube que eu amo. Nos meus 20 anos de carreira, sem dúvida virar embaixador do clube no centenário foi o maior presente que eu poderia receber – afirmou.

O agora ex-jogador deixou claro que está à disposição do técnico Mano Menezes para ajudá-lo no que for preciso. Fora das quatro linhas.

- A minha carreira profissional acabou. Conheço o Mano e sei que ele está fazendo um trabalho maravilhoso visando o título da Libertadores. O que eu puder ajudar do lado de fora vou fazer. A Fiel quer esse título e chegou a hora de o Corinthians vencer essa competição – ressaltou.

Marcelinho ganhou uma camisa personalizada com todos os seus títulos. E que já está à venda na loja oficial do Parque São Jorge. No Corinthians, o camisa 7 venceu quatro Campeonatos Paulistas (1995, 97, 99 e 2001), dois Campeonatos Brasileiros (1998 e 1999), 1 Copa do Brasil (1995), 1 Campeonato Mundial de Clubes da Fifa (2000), 1 Copa Bandeirante (1994) e 1 troféu Ramon de Carranza (1996). Ninguém na história do clube tem um currículo tão recheado como o jogador que pisou pela primeira vez no clube em 23 de dezembro de 1993.

- Hoje, quando estava chegando ao clube, passou um filme na minha carreira. Parei o carro no mesmo bar em que parava antes e desci a pé para o clube. Fiquei olhando tudo e bateu aquela emoção. O Corinthians é a minha vida e não haveria maneira melhor de encerrar tudo – concluiu o Pé de Anjo, emocionado.

Fonte: Globo Esporte

Marcelinho Carioca volta ao Corinthians e se torna o 'Senhor Centenário' Marcelinho Carioca volta ao Corinthians e se torna o 'Senhor Centenário' 0

Veja Mais:

  • Primeiro jogo das quartas de final acontece nesta quarta; vaga à semifinal será definida na semana que vem

    Na Copa do Brasil, Corinthians enfrenta o Cruzeiro por 'missão semifinal'

    ver detalhes
  • Eduardo Ferreira fala em jogadores 'tarimbados' para 2017

    Diretor do Corinthians sinaliza busca por nome de peso para 2017 e faz pedido à Fiel

    ver detalhes
  • Neto durante apresentação de seu programa na TV Bandeirantes

    Neto faz críticas específicas a três jogadores do Corinthians e detona elenco: 'Tudo pipoqueiro'

    ver detalhes
  • Corinthians recebe o América-MG na Arena, pela rodada 31 do Brasileiro

    CBF define detalhes da tabela de mais três rodadas do Campeonato Brasileiro

    ver detalhes

Vamos na despedida do Marcelinho, quarta feira que vem as 16 horas no Pacaembu

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes