Presidente do Corinthians/Americana ataca CBB em suas redes sociais

Presidente do Corinthians/Americana ataca CBB em suas redes sociais

Por Meu Timão

Presidente do Corinthians/Americana lidera briga contra a CBB

Presidente do Corinthians/Americana lidera briga contra a CBB

Foto: Paulo de Tarso Jr./Sampaio Basquete

O dirigente Ricardo Molina Dias, presidente do basquete feminino do Corinthians, fez duras criticas à CBB (Confederação Brasileira de Basquete), em sua página do Facebook. Ricardo lidera um movimento contra a entidade, reivindicando melhorias no esporte.

A briga se intensificou no final do ano passado, quando os clubes tentaram boicotar a convocação da Seleção Brasileira. Sete das 12 atletas convocadas pediram dispensa - quatro jogadoras do Corinthians foram chamadas. Entre as dispensas estavam duas corinthianas: Gilmara e Joice. Enquanto que Damiris e Clarissa permanecerem com a seleção.

Ricardo Molina escreveu, de forma ironizada, que a CBB está "certa", criticando a gestão de alguns membros da entidade. O dirigente corinthiano também criticou a Federação Paulista - direcionado principalmente ao presidente Enyo Dauro Lepos Correia.

"Descobri que realmente eu estou errado. Realmente não conheço basquete e nem às pessoas e peço desculpas por ter errado tanto. Tenho que reconhecer: CBB ganhou o jogo. Carlos Nunes, Vanderlei, Barbosa e Adriana Santos. Todos de parabéns pelo “patriotismo” e pela lição que deram a todos nós por tamanho exemplo de comprometimento ao Brasil. Foi lindo de ver. Até porque nenhum destes trabalharam em clubes e não imaginam que por aqui o basquete feminino está lindo. A Federação Paulista, o Sr. Enyo, está realmente certo. Tem que estar no Rio com a CBB ao invés de cuidar dos clubes paulista que estão se matando para se manter de pé e pedindo respeito ao basquete feminino. Eles reclamam muito presidente. Está tudo ótimo poxa. Parabéns a liga de basquete feminino dos clubes que dos clubes não tem nada", escreveu Ricardo.

O Corinthians voltou ao basquete feminino em agosto do ano passado. A parceria com Americana - que é o atual bi-campeão da Liga Nacional - começou com um projeto promissor: tentar aumentar a visibilidade do basquete feminino, e conseguir o profissionalismo do esporte.

Mesmo sem saber se vai continuar no torneio, o Corinthians ocupa a primeira colocação da LBF (Liga de Basquete Feminino), com 83,3% de aproveitamento - ao lado do América de Recife.

Confira a publicação de Ricardo Molina

# luto pelo basquete feminino #Descobri que realmente eu estou errado. Realmente não conheço basquete e nem às pessoas...

Publicado por Ricardo Molina Dias em Segunda, 18 de janeiro de 2016

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes