Alvo do Corinthians, Clayton acerta com outra equipe brasileira

Alvo do Corinthians, Clayton acerta com outra equipe brasileira

Por Meu Timão

Clayton não jogará no Corinthians em 2016

Clayton não jogará no Corinthians em 2016

Foto: Divulgação

O atacante Clayton não jogará no Corinthians em 2016. Alvo da diretoria corinthiana, o atleta acabou sendo negociado com o Atlético-MG por 3.5 milhões de euros (aproximadamente 15 milhões de reais). A informação já foi confirmada pela diretoria do clube mineiro ao portal UOL. Pelo valor, o clube adquiriu apenas 50% dos direitos econômicos do jogador.

Com apenas 20 anos, Clayton vinha sendo observado pela comissão técnica do Corinthians desde 2015. Na ocasião o Timão chegou a sondar o Figueirense, mas a pedida inicial da equipe do sul esfriou a negociação. Em 2016, as saídas de atacantes como Malcom e Vagner Love fez o clube pensar novamente na contração do jovem talento, mas enfrentou a concorrência de Atlético-MG e Palmeiras.

Apesar do revés, o Corinthians ainda aparenta contar com mais um reforço. No Campeonato Paulista, o time ainda tem mais uma vaga a ser preenchida até sexta-feira (26). Caso a diretoria não consiga contratar alguém nos próximos dias, o mais provável é que a diretoria use um dos atletas afastados para fazer parte do elenco, como Mendoza, Alan Mineiro ou Cristian.

Veja Mais:

  • Contratação de Clayton está regularizada; atacante pode estrear sábado

    Corinthians inscreve Walter e Clayton no Campeonato Paulista; confira lista

    ver detalhes
  • Jadson deu opinião sobre título que Palmeiras considera 'mundial'

    Jadson, sobre 'título mundial' do Palmeiras: 'Não tem nada e ponto final'

    ver detalhes
  • Maycon e Rodriguinho treinaram e reforçam Corinthians em Ribeirão Preto

    Com três retornos, Corinthians inicia preparação para o mata-mata; veja quem ganha chance

    ver detalhes
  • Com edema, Pedrinho não deve enfrentar Botafogo-SP no interior

    Após exames, Pedrinho desfalca Corinthians diante do Botafogo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes