Corinthians cobra Odebrecht sobre desabamento de parte do teto da Arena

Corinthians cobra Odebrecht sobre desabamento de parte do teto da Arena

Por Meu Timão

Andrés Sanchez, durante inauguração da Arena; ao fundo, setor Oeste

Andrés Sanchez, durante inauguração da Arena; ao fundo, setor Oeste

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Corinthians cobrou explicações à construtora da Arena, a Odebrecht, após o desabamento de parte do teto do setor Oeste do local. Lúcio Blanco, superintendente de operações do estádio, explicou em entrevista à Rádio Bandeirantes que o procedimento visa se certificar se não há risco de novos acidentes semelhantes ocorrerem.

"Solicitamos que a construtora, ao lado dos engenheiros, nos dê a confirmação de que não há riscos de acontecer a mesma coisa com outras áreas do estádio e que indiquem quais áreas precisam ser isoladas para que façam os testes", declarou Blanco.

"A construtora já tem feito os relatórios diários, o passo a passo dos procedimentos que estão sendo tomados para que o clube tenha tranquilidade e garantias de que não vá acontecer isso em outro local", completou.

Uma parte do forro do nível 5 do prédio Oeste da Arena Corinthians desabou na última quinta-feira. A causa apontada pela construtora são as fortes chuvas que castigam a cidade de São Paulo nos últimos dias. Vale lembrar que, incluindo os juros, o estádio custou mais de 1,1 bilhão de reais.

Veja Mais:

  • Alan Mineiro tem contrato com o Corinthians até o fim de 2018

    Após impasse, meia do Corinthians é anunciado como reforço do Fortaleza

    ver detalhes
  • Corinthians foi bicampeão mundial em 2012, diante do Chelsea, no Japão

    Grêmio cai, e Corinthians segue sendo último sul-americano campeão do Mundial da Fifa

    ver detalhes
  • Yago volta ao Corinthians na primeira semana de janeiro

    Após empréstimo, zagueiro é reintegrado ao Corinthians; Del'Amore no radar

    ver detalhes
  • Scarpa tem reunião marcada com empresários neste sábado

    Alvo do Corinthians, Scarpa agenda reunião com representantes para decidir futuro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes