Em livro, Tite revela que foi procurado para a Seleção duas vezes em 2015

Em livro, Tite revela que foi procurado para a Seleção duas vezes em 2015

Por Meu Timão

19 mil visualizações 106 comentários Comunicar erro

Tite foi sondado duas vezes para assumir a Seleção em 2015

Tite foi sondado duas vezes para assumir a Seleção em 2015

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

O técnico Tite, do Corinthians, foi procurado duas vezes para assumir o comando da Seleção Brasileira no ano passado. A revelação foi feita para a jornalista Camila Mattoso, da Folha, que vai lançar um livro da carreira do treinador no próximo mês.

"Solicitaram uma reunião no Jardins (bairro de São Paulo) e eu disse que não iria, por duas vezes", contou o técnico, ao conversar com a jornalista.

O primeiro contato aconteceu antes da Copa América, no Chile. O segundo três semanas depois, quando a equipe, que já tinha Dunga como técnico, foi eliminado para o Paraguai nas quartas de final da competição.

Ainda segundo a reportagem, a história foi contada inicialmente por pessoas ligadas ao técnico. Tite resistiu, mas acabou cedendo revelando os convites. Seu irmão, Ademir Bachi, que também deu entrevista para o livro, que levará o nome do técnico, foi quem falou sobre o assunto primeiro.

"Meu irmão me ligou e falou o que tinha acontecido. Estava surpreso como poucas vezes. Ele estava decidido a não ir. Chamar para uma reunião, naquele momento? Ele falava ao telefone: com esses caras que estão no comando, eu não vou...não vou", contou.

A primeira ligação aconteceu na época que o ex-presidente e então vice da atual gestão, José Maria Marin, tinha sido preso na Suíça. Dunga estava no comando há dez jogos e com dez vitórias até o momento, o que fez todos acreditarem que a ligação era uma tentativa de abafar toda a confusão.

Em contato com a jornalista, o presidente licenciado da CBF, Marco Polo Del Nero, negou que tenha pedido para alguém entrar em contato com o técnico do Corinthians. "Ninguém está autorizado em falar em meu nome. Ninguém. Ele fez bem de não ter ido porque não fui eu que chamei", finalizou.

Veja Mais:

  • Clayson é arma do Corinthians para surpreender no Moisés Lucarelli

    Com novo esquema e Jadson no banco, Corinthians visita Red Bull por redenção antes de Dérbi

    ver detalhes
  • Tome nota de tudo o que vai rolar na semana corinthiana

    De League of Legends a Dérbi: confira a agenda do Corinthians para a semana

    ver detalhes
  • Revelação de 2017, Pedrinho reforça Corinthians diante do Red Bull Brasil

    Com Pedrinho, Carille relaciona 23 no Corinthians para duelo com Red Bull Brasil

    ver detalhes
  • Renê Júnior foi apresentado pelo Corinthians à imprensa em 7 de janeiro

    Reforço de R$ 5 milhões, volante aguarda primeira chance no Paulistão; novo esquema pode ajudá-lo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes