Treinador explica como reorganizou Corinthians para superar ritmo forte do Santa Fe

4.9 mil visualizações 44 comentários

Por Meu Timão

Tite em ação contra o Santa Fe, da Colômbia, pela Libertadores

Tite em ação contra o Santa Fe, da Colômbia, pela Libertadores

Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

O ponto conquistado pelo Corinthians na noite desta quarta-feira foi bastante comemorado por Tite. Isso porque o Independiente Santa Fe (COL) fez valer o “fator casa” e pressionou o Timão durante todo o primeiro tempo e boa parte do segundo. Em entrevista coletiva, o treinador explicou o porquê da superioridade técnica da equipe de Bogotá.

“O Santa Fe, dentro da casa, imprimiu um ritmo muito forte. Ele acelera pra que haja um desgaste físico, e as ações de compactação de ida e de volta você afoga. A cabeça pensa e o corpo não responde. Sabíamos que, se passasse o primeiro tempo, o ritmo seria mais normal”, afirmou o comandante alvinegro.

Na etapa inicial, por exemplo, o Corinthians não levou perigo ao gol de Zapata e sequer finalizou à meta adversária. O Santa Fe, por sua vez, abusou das jogadas laterais e foi às redes com o atacante Otero, após boa troca de passes de seu meio-campo. No período complementar, porém, sem a mesma condição física, o time colombiano deixou de marcar a saída de bola corinthiana e cedeu espaços.

“Ela (equipe adversária) joga por vezes sem pensar. Ela sabe do agudo que tem, da flutuação. Ela joga assim, ela tem essa organização. Nós estamos montando, estruturando, mas (estou) muito feliz porque a equipe soube sair dessa marcação forte”, acrescentou Tite, que viu o volante Elias, recém-recuperado de uma lesão que o tirou dos gramados por cerca de 50 dias, marcar o gol do empate em 1 a 1 no El Campín.

“Dois aspectos foram fundamentais para crescer. Manter jogador bem aberto na esquerda e fazer lateral-direito dar profundidade. Isso faria o meio com Bruno, Elias, Giovanni e Guilherme ter mais espaço. Fizemos o gol por dentro. Abriu um espaço maior para articular e fazer aquilo que é a característica dos jogadores: infiltração e triangulação”, ressaltou.

Líder do Grupo 8 com dez pontos, o Corinthians chega à sexta e última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América com grandes chances de classificação. Um empate simples diante do lanterna Cobresal (CHI), no dia 20 de abril, na Arena, garante o Timão nas oitavas de final da competição sul-americana.

Veja Mais:

  • Antes da pandemia do novo coronavírus, clube fechou 2019 com déficit de R$ 177 milhões

    Corinthians e outros clube devem ter 'dificuldades de entrar em campo' em 2021, alerta economista

    ver detalhes
  • Por que esses são os corinthianos mais odiados por Palmeiras, São Paulo e Santos?

    VÍDEO: Por que esses são os corinthianos mais odiados por Palmeiras, São Paulo e Santos?

    ver detalhes
  • Volante Ralf foi apresentado no Avaí nesta sexta-feira

    Ralf se diz marcado na história do Corinthians e cita 'página virada' ao vestir camisa do Avaí

    ver detalhes
  • O que ouvimos sobre o novo reforço do Corinthians

    VÍDEO: O que ouvimos sobre o novo reforço do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians interrompeu as atividades do basquete durante pandemia

    Corinthians replaneja quase 50 modalidades devido à pandemia; maioria não deve ser atingida

    ver detalhes
  • Ex-atacante do Corinthians, Célio Taveira morreu aos 79 anos vítima de Covid-19

    Ex-atacante do Corinthians, Célio Taveira morre vítima do novo coronavírus

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: