Maior campeão do Timão se destaca em novo clube e recorda clássico contra Palmeiras

55 mil visualizações 123 comentários

Por Meu Timão

Julio Cesar se consagrou como maior campeão da história do Corinthians, com 11 taças

Julio Cesar se consagrou como maior campeão da história do Corinthians, com 11 taças

Daniel Augusto Jr.

Um dos recentes ídolos que vestiram a camisa do Corinthians vem se tornando protagonista no Recife, em Pernambuco. Pelo Náutico, o goleiro Júlio César, hoje com 31 anos, tornou-se um fenômeno na arte de defender penalidades. Maior campeão da história do Timão, com 11 títulos, ele não poderia deixar de lembrar de quando também brilhou no clube do Parque São Jorge.

Em entrevista ao site da Espn, Júlio César falou sobre o bom momento vivido no Náutico, clube onde chegou por empréstimo na metade de 2014 e acabou contratado em definitivo a partir de 2015, quando já não tinha mais contrato com o Corinthians. Nas últimas 11 cobranças de pênaltis contra o Timbu, Júlio César defendeu seis (três foram para fora e só duas entraram).

"Sou muito identificado com o clube e a torcida, que me abraçou. estou aqui faz anos e perto de completar 100 jogos aqui. Sou muito agradecido ao pessoal. Espero ajudar o Náutico a ser campeão estadual e subir pra Série A do Brasileiro de novo", comentou.

Apesar de já ser idolatrado pela torcida do Náutico, foi no Corinthians em que Júlio César escreveu os principais capítulos de sua história. Revelado nas categorias de base do Timão, ele fez questão de lembrar aquele que teria sido seu principal jogo pela equipe alvinegra. Trata-se da semifinal do Paulistão de 2011, contra o Palmeiras, no Pacaembu.

"O jogo estava muito difícil no Pacaembu e ninguém errava os pênaltis de jeito nenhum, até que o João Vitor bateu e eu peguei, daí vencemos. Foi com certeza (o jogo mais importante da carreira) pela decisão, por ser contra o Palmeiras e um jogo que fui bem nos 90 minutos e conseguimos segurar um empate muito difícil. Foi um dos melhores jogos que fiz no Corinthians", lembrou o arqueiro.

"Logo que acabou, eu sai correndo feito doido e subi no alambrado do estádio para comemorar com a torcida. Foi incrível. No vestiário, foi uma euforia, todos me deram parabéns e depois cheguei, todo aquele assédio na rua e foi diferente, foi muito especial", completou.

Vale lembrar que, apesar de fazer parte do elenco profissional por dez temporadas (2005 a 2014), Júlio César teve período de destaque justamente no ano de 2011. Foi naquela época que o goleiro assumiu de vez a titularidade da meta alvinegra, sendo personagem importante na conquista do pentacampeonato brasileiro. Em tal torneio, ele ficou marcado na história do clube por permanecer em campo mesmo com o dedo quebrado num jogo contra o Botafogo.

Veja Mais:

  • Corinthians não pretende voltar aos treinos antes da pandemia ser controlada

    Corinthians publica carta aberta contra volta de alguns times aos treinos em meio a pandemia; leia

    ver detalhes
  • Equipe Sub-17 do Corinthians é uma das que estão paradas neste momento devido à pandemia

    Corinthians deve reduzir quadro de funcionários da base e do feminino se não houver torneios

    ver detalhes
  • Armador Gustavinho em foco durante vitória contra o Mogi das Cruzes, pelo NBB

    Meu Timão faz live com Gustavinho Lima, ex-camisa 10 do Corinthians, nesta terça; veja detalhes

    ver detalhes
  • Fábio Carille deixou o Corinthians em novembro do ano passado

    Carille valoriza aprendizado em outros clubes, mas planeja retorno ao Corinthians

    ver detalhes
  • Clube é formado por crianças até 11 anos e pretende transmitir o 'Espírito Corinthiano' aos atletas

    Inglês funda novo Corinthians após assistir a filme: 'Quero passar esse espírito'

    ver detalhes
  • Explicamos os próximos passos: Corinthians e a tentativa de chapéu de Carille por Jô

    VÍDEO: Explicamos os próximos passos: Corinthians e a tentativa de chapéu de Carille por Jô

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

  • Comentários mais curtidos

    Foto do perfil de Madson

    Ranking: 1120º

    Madson 1135 comentários

    por @madsonaugusto

    Um dos principais nomes do campeonato brasileiro de 2011. Cometeu falhas, como tantos outros, mas honrou a camisa e me arrisco a dizer que ele ficou entre os 4 melhores jogadores do time no campeonato brasileiro ao qual ele conquistou jogando como titular, até mesmo com o dedo quebrado. Criticar é fácil, mas lembrar dos bons momentos e o cara também fez de bom pelo clube ninguém quer. Ingratidão. Não somente com ele, mas já fizeram isso com vários outros ídolos do Corinthians.

  • Foto do perfil de Bruno

    Ranking: 3764º

    Bruno 363 comentários

    por @bruno.porto2

    Lembro do Julio no time Junior quando fomos campeão da copinha, ainda tinha Jô, Abuda, Bobo e Helton, nesse jogo do Botafogo que ele teve uma fratura no dedo e permaneceu o julio ele ficou por que já tínhamos feito as 3 alterações e ms machucado ficou pra ajudar nois dai noiis ganhou de 2x0, vlw julio você faz parte da história do Timão! Vai Corinthians!

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de luiz

    Ranking: 27º

    Luiz 18574 comentários

    123º. por @fernandoluiz7

    Mão de alface da #[email protected]%

  • Publicidade

  • Foto do perfil de wagner

    Ranking: 524º

    Wagner 2033 comentários

    122º. por @guito

    Gente na boa o julio teve uma história no CORINTHIANS mas nem se compara com o CÁSSIO que é infinitamente melhor...ele falhou sim muitas vezes mas ganhou Libertadores E O MUNDIAL COM EXCELENTES DEFESAS...ex aquela incrível defesa contra o vasco no finalzinho do jogo com todo respeito se é o JULIO, não pegava pois o CÁSSIO com 1.95 ainda se esticou e tirou com as pontas dos dedos, ali eu vi que seriamos campeões da liberadores, defesa de título...sem falar no mundial né...se formos olhar falhas perdemos o paulista da quele ano por falhas do JULIO e se ele continua titular não teríamos Libertadores e nem o bi mundial...ele teve história teve, daí comparar ele com CÁSSIO sinto muito não tem comparação...

  • Foto do perfil de wagner

    Ranking: 524º

    Wagner 2033 comentários

    121º. por @guito

    Ele foi bom goleiro mas hoje ele não teria espaço no CORINTHIANS nem como terceiro goleiro...na verdade eu achava ele pequeno pra goleiro tanto é que tomou aquele gol de falta do bambi do ceni mesmo acertando o lado o Danilo FERNANDES parecia um pouco melhor...

  • Foto do perfil de Rafael

    Ranking: 2474º

    Rafael 578 comentários

    120º. por @rafael.soares19

    Na minha opinião o Júlio nem deveria ter saído do Corinthians ele tem formação no clube mostrou amor a camisa jogando com dedo quebrado ele deveria estar lá ainda nem que seja de 3 goleiro

  • Foto do perfil de Jack

    Ranking: 134º

    Jack 5067 comentários

    119º. por @tadeu54

    Boa sorte aí em pé Júlio! Sucesso!

  • Foto do perfil de Lafaiete

    Ranking: 13795º

    Lafaiete 57 comentários

    118º. por @lafaiete.do.vale

    Goleiro mediano mas deu o sangue pelo time. Só isso já o credencia como ídolo.

  • Foto do perfil de Wilson

    Ranking: 6819º

    Wilson 172 comentários

    117º. por @wilson.paes

    Lacoste ídolo? Era só chutar de fora da área que era gol. Mão de alface no gol cem da Rogéria, último jogo contra o Goiás, falhou e jogou a gente na pre Libertadores, peru do neymar na final do paulista, isso só pra citar algums.

    Enquanto ele era banco, o Corinthians renovou o contrato dele e dobrou o salário, como gratidão, saiu do Corinthians num dia, no outro estava processando o clube pedindo 3 milhões em direito de arena.

    A melhor coisa que o Lacoste fez como jogador do Corinthians, foi falhar muito na decisão contra a ponte e dar lugar ao Cássio, ou alguém em sã consciência imagina que seriamos campeões da Libertadores com o Júlio no gol?

  • Foto do perfil de DEIVID

    Ranking: 564º

    Deivid 1922 comentários

    116º. por @deivid.lopes

    Velho do céu eu lembro quando ele correu com o dedo quebrado em direção ao banco, os cara segurando ele para o medico colocar o dedo no lugar, os gritos de dor que ele dava, eu lembro que um jogador colocou as luvas pra ir para o gol e o julio não deixou e continuou no jogo. Eu lembro que os cara só chutava de longe de qualquer jeito pra aproveitar que o cara estava com o dedo fudido e ainda assim o julio césar defendia, a cada defesa um grito de dor. Acabou o jogo e a repórter perguntou: nossa como isso? Ele respondeu: "aqui é Corinthians! Isso é ser Corinthians!" por isso eu sempre vou lembrar de você julio monstro cesar