André agradece Fagner e usa ascensão de Love como exemplo

André agradece Fagner e usa ascensão de Love como exemplo

Por Meu Timão

André não marcava gol desde o dia 9 de março

André não marcava gol desde o dia 9 de março

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Sem marcar gols desde o dia 9 de março, André voltou a balançar as redes neste sábado, na vitória sobre o Red Bull, pelas quartas de final do Campeonato Paulista. Feliz com o fim do jejum, o atacante deu méritos a Fagner pela jogada que resultou no gol e também disse ter Vágner Love como exemplo para crescer no Corinthians.

“Acho que tem que pegar, o Love é um exemplo bom. Acho que exemplo bom gente tem que pegar, atacante não desaprende a fazer gol, é paciência. Falta de vontade e treinamento não é, mas acho que não só eu como o Luciano vamos fazer gols. É ter paciência que daqui a pouco a bola começa a entrar, e aí a bola bate e a gente faz de qualquer jeito”, disse o camisa 9, também fazendo elogios ao lateral-direito.

“O detalhe ali do gol, o mérito todo é do Fagner, fez uma grande jogada. Até o agradeci, só tive o trabalho de empurrar pro gol”, completou.

Em ótima fase, Fagner foi fundamental para a construção da jogada que originou o segundo gol do Corinthians no jogo. Ao tabelar com Elias, o lateral recebeu dentro da área e encontrou o atacante, que só teve o trabalho de escorar a bola para marcar.

Sem esconder seu incômodo com o tempo sem balançar as redes, André comemorou a oportunidade de voltar a marcar logo em uma partida decisiva..

“Só agradecer a Deus porque acredito muito e acho que as coisas acontecem no momento certo. Nessa fase do mata-mata é quando tem que aparecer o grande jogador. Como falei, daqui a pouco a bola do Luciano começa a entrar, ninguém desprende a fazer gols. Só quis agradecer”, afirmou, ressaltando que é normal atacantes ficarem períodos ser fazer gol e destacando a comparação com Love.

“Não sei se é semelhante, se é igual. Não seus os números, acho que se é exemplo bom a gente tem que se espelhar sim. Atacante é assim, tem fase que a bola não entra. É ter paciência que a bola vai entrar”, concluiu.

Pelo Timão, Love disputou 50 partidas na temporada passada. Seu primeiro gol no ano foi apenas no nono jogo. Na sequência, ele voltou a passar por longos jejuns antes de despontar no segundo semestre, quando teve papel fundamental na campanha do hexacampeonato brasileiro.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes