Com o contrato até dezembro, Uendel quer usar o Campeonato Brasileiro para ter vínculo renovado

Com o contrato até dezembro, Uendel quer usar o Campeonato Brasileiro para ter vínculo renovado

Por Meu Timão

Em 19 partidas disputadas neste ano, Uendel balançou as redes somente uma vez

Em 19 partidas disputadas neste ano, Uendel balançou as redes somente uma vez

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Apontado como o titular absoluto da posição antes do início do Campeonato Brasileiro mesmo após um primeiro semestre discreto, o lateral-esquerdo Uendel quer fazer valer sua trajetória no Corinthians e superar as marcas conquistadas até agora. Com o final do contrato estipulado para dezembro, o camisa 6 vê o restante da temporada como prova de que merece permanecer no clube e conseguir uma renovação do vínculo.

“Eu estou muito bem e feliz no clube, por mim ficaria aqui mais uns três, quatro anos, cinco, quanto tempo deixarem. Mas não sei o que o clube pensa. É mais um ano de contrato com o Corinthians tendo 100% do passe, está tudo nas mãos do clube. Nunca chegou proposta desde que estou aqui”, disse.

Empolgado com a estrutura de trabalho no Corinthians e adaptado ao elenco há muito tempo, o lateral hexacampeão brasileiro projetou mais conquistas pelo Timão e apontou Danilo como principal inspiração para permanecer no clube e fazer história.

“Estou bem tranquilo pela estrutura que tem, o ambiente é muito bom de trabalhar, nunca tinha trabalhado em um tão bom... Tomara que fique mais tempo aqui. E com conquistas, assim fica mais fácil se perpetuar. A gente vê o caso do Danilo, um jogador vencedor aqui”, acrescentou.

Questionado sobre uma possível proposta do futebol chinês, algo que prejudicou muito o Corinthians ao final da temporada passada, Uendel não deu uma resposta concreta e ressaltou que é uma decisão a se pensar. Já para o meio da temporada, o Timão é alvo de um novo desmanche, até o momento envolvendo os nomes do meia Elias e do zagueiro Felipe como principais favoritos a deixar o clube.

“Muitas coisas pesam (para uma possível proposta da China). O lado familiar, a questão financeira e, futebolisticamente, também o que você quer pra sua vida em termos de carreira. Tem jogador que recusa proposta da China almejando algo melhor no Brasil, sonhando com Europa, então acho que tem esses três pilares que o atleta tem que pensar bem”, completou.

Veja Mais:

  • Final da Flórida Cup 2017, único revés em mata-mata para o Corinthians no Século 21

    Após seis triunfos, Timão perde primeiro mata-mata para o São Paulo no Século 21

    ver detalhes
  • Não agradou - Titular no Majestoso, Guilherme teve atuação discreta na decisão da Florida Cup

    Meia do Corinthians tem nota próxima do zero após empate

    ver detalhes
  • Timão disputou primeiro clássico de 2017 na noite deste sábado

    Clássico termina empatado e Corinthians perde título para rival nos pênaltis

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel foi chutado por Bruno

    Marquinhos Gabriel leva chute na cabeça; árbitro ignora, mas expulsa Kazim e Maicon

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes