Cássio esclarece polêmica, cita respeito pelo Timão e pede desculpas a Mauri

Cássio esclarece polêmica, cita respeito pelo Timão e pede desculpas a Mauri

Por Meu Timão

Cássio entrou no segundo tempo contra o Fluminense

Cássio entrou no segundo tempo contra o Fluminense

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians


O goleiro Cássio esclareceu a polêmica vivida entre ele e o preparador de goleiros do Corinthians, Mauri Lima. Utilizado no segundo tempo da derrota por 1 a 0 para o Fluminense, nesta quinta-feira, no estádio Mané Garrincha, o camisa 12 pediu desculpas ao treinador e afirmou ter “enorme respeito” pelo Timão.

“Tenho um enorme respeito pela instituição Corinthians. Queria pedir desculpa por uma declaração que dei, cabeça cheia, quente, não me esclareci bem, de repente foi uma questão de falta de comunicação. Mas o Mauri é um dos melhores preparadores de goleiro do Brasil”, afirmou.

“Continuei trabalhando forte, me dedicando. O Mauri também, continuou me treinando normalmente como todos os outros goleiros”, acrescentou o goleiro.

Antes da estreia do Corinthians no Campeonato Brasileiro, Cássio viajou a Veranópolis-RS devido ao funeral de sua avó. Quando retornou ao clube, foi informado que Walter, reserva imediato, havia ganhado a vaga de titular do Timão, fato que o fez entrar em atrito com Mauri Lima. Em certa ocasião, aliás, o experiente goleiro questionou o trabalho do preparador.

“Estou feliz não porque o Walter machucou. Mas é sempre bom voltar. Consegui fazer meu melhor, isso mostra que mesmo no banco eu estava fechado com o grupo, me condicionando. Infelizmente não saímos vitoriosos, tomamos o gol”, frisou Cássio, que chegou a defender o pênalti de Cícero, mas não evitou o gol de rebote rival.

“É difícil, a gente tava perdendo, com um a menos e complicado. Fluminense tava bem organizado, infelizmente teve o pênalti, não consegui pegar o rebote. O time lutou, correu até o final, infelizmente não conseguiu o empate. Domingo vamos com tudo buscar a vitória pra os reabilitar no campeonato”.

“Tentei ajudar de tudo que é maneira. Tentei brigar, lutar, infelizmente não consegui ali. É difícil porque não treino. Mas agora é bola para frente para tentarmos voltar a ganhar”, finalizou.

O Corinthians agora volta a São Paulo e inicia a preparação para o jogo contra o Botafogo nesta sexta-feira, no CT Joaquim Grava.

Veja Mais:

  • Dupla Jô-Rodriguinho já não se mostra mais tão efetiva quanto em outros tempos

    Corinthians leva dois gols de bola área, perde do Botafogo e fica pressionado no Brasileirão

    ver detalhes
  • Clayson falou com a imprensa brevemente: 'Não foi nada demais'

    Atacante do Corinthians é conduzido por policiais a prestar esclarecimentos no Rio

    ver detalhes
  • Corinthians de Carille perdeu do Botafogo na noite dessa quarta-feira

    Torcida 'perdoa' cinco jogadores e dá pior nota a Carille após derrota do Corinthians no Rio

    ver detalhes
  • Acorda, presidente!

    [Walter Falceta] Acorda, presidente!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes