Primeiro técnico diz que Giovanni Augusto desistiu do futebol várias vezes

Primeiro técnico diz que Giovanni Augusto desistiu do futebol várias vezes

Por Meu Timão

Giovanni Augusto se via com mais futuro no futsal

Giovanni Augusto se via com mais futuro no futsal

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Giovanni Augusto se destacou na Copa São Paulo de juniores de 2008, pelo Paysandu, e foi comprado pelo Atlético-MG por R$ 90 mil. Começava ali uma carreira da qual o paraense havia desistido algumas vezes, sendo sempre convencido a retornar. Hoje, o jogador de 26 anos espera fazer sucesso no Corinthians.

“Sempre acreditamos muito nele e sempre fomos desafiados por ele também. O Giovanni desistia do futebol muitas vezes por causa das dificuldades. Eu ia buscá-lo direto na casa dele, conversar com a mãe, orientar. Até que, em algum momento, ele levou a sério. O resto da história vocês sabem”, disse ao jornal Lance! Ronaldo Couto, seu técnico dos 13 aos 18 anos.

Nad, como é conhecido o treinador, assegura ter percebido rapidamente que o garoto tinha futuro. Por isso, ele fez um esforço na tentativa de evitar que ele abandonasse o esporte por causa dos problemas financeiros que apareciam.

“Logo vi muita qualidade. Conversei com meus colegas que ele era muito inteligente, habilidoso, sabia jogar em todas as funções ofensivas, ajudava a marcação. Na época, pela personalidade forte, eu o integrei logo no sub-15, mas a trajetória foi difícil. Eram muitas dificuldades”, recordou o técnico.

“Direto, ele não tinha dinheiro para o transporte. E olha que a mãe fazia de tudo, mas não tinha como vir treinar. Mas eu, se vejo potencial, invisto. Dei dinheiro para o ônibus, ajudei como foi possível. Diversas vezes, fui conversar, porque ele pensou que no futebol de salão seria mais fácil para ele”, acrescentou Nad.

Com alguma dificuldade, o treinador acabou vendo Giovanni Augusto se desenvolver e se tornar um jogador profissional. Agora, torce por seu sucesso com a camisa do Corinthians. “Ele dava uma parada. Aí, convencíamos, e ele voltava. Parava, mas voltava. É um orgulho vê-lo como está hoje.”

Veja Mais:

  • Facebook é a rede social com mais seguidores do Corinthians

    Principais redes sociais do Corinthians renderam R$ 1 milhão no último ano

    ver detalhes
  • Romarinho dá a cavadinha, encobre Orión e empata a primeira final na Bombonera

    Gol de Romarinho na Bombonera faz cinco anos: 'Marcado na minha vida e na história do Corinthians'

    ver detalhes
  • Jô é o artilheiro do Corinthians nessa fase invicta

    Corinthians completa 100 dias sem derrota; equipe de Carille tem a sexta maior série do clube

    ver detalhes
  • Timão ainda não perdeu na atual edição do Brasileirão

    Corinthians abre dez pontos de vantagem para rival que está no G4; veja a classificação

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes