Defensor opina sobre treinos fechados e nível da arbitragem brasileira

Defensor opina sobre treinos fechados e nível da arbitragem brasileira

Por Meu Timão

Yago deve encarar o Grêmio no domingo

Yago deve encarar o Grêmio no domingo

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Série de tropeços, treinamentos fechados à imprensa, críticas de adversários à arbitragem... O Corinthians está longe de navegar em águas calmas. O zagueiro Yago, titular da equipe alvinegra após as saídas de Gil e Felipe para Shandong Luneng (CHN) e Porto (POR), tomou a palavra e opinou a respeito dos principais acontecimentos da fase atual do clube.

Em entrevista coletiva, o defensor comentou a decisão do técnico Cristóvão Borges em liberar à imprensa somente os primeiros 15 minutos das atividades realizadas em dias que antecedem uma partida.

“Vai mais da opção do treinador. Para falar a verdade eu nem presto atenção se a imprensa está ou não, estou sabendo mais agora que vocês não têm acompanhado. É perfil de treinador, tem que entender. Gosto de treinar estando imprensa ou não. É mais de gosto dele, cabe a nós respeitar”, disse Yago.

Conversa vai, conversa vem, o zagueiro de 23 anos também analisou o nível dos árbitros do Campeonato Brasileiro. No empate em 1 a 1 com o Cruzeiro, na última segunda-feira, no Pacaembu, o juiz paraense Dewson Fernando Freitas foi criticado veementemente por não marcar pênalti do goleiro Cássio no centroavante Ramón Ábila.

“Difícil falar se beneficia um ou outro. Eu não vi o lance do Cássio, pra ser sincero, não posso falar se foi pênalti. Mas depois teve mão do Manoel e puxão do Lucas no Marquinhos Gabriel, difícil, é coisa mais de torcedor. O árbitro pode acertar ou errar, como nós”, acrescentou o beque, que ainda pôs panos quentes na sequência de resultados inesperados – são três empates, uma vitória e uma derrota nas cinco rodadas anteriores.

“O campeonato é muito longo, temos mais 19 rodadas, o segundo turno todinho, e não é só o Palmeiras brigando com a gente. Acho que as vaias não foram porque é o Palmeiras na frente, mas porque tínhamos necessidade de vencer”, completou.

Na terceira colocação do Brasileiro com 34 pontos, o Corinthians se prepara para enfrentar o Grêmio, domingo, às 11h (de Brasília), em Porto Alegre. O time alvinegro necessita da vitória se quiser pressionar o líder Palmeiras, dois pontos à frente. Atlético-MG, com 35, e Flamengo, 34, completam o G-4.

Veja Mais:

  • Nenê foi oferecido nos últimos dias para a diretoria do Corinthians

    Nenê é oferecido ao Corinthians; até troca com dois jogadores alvinegros é sugerida

    ver detalhes
  • Zagueiro tem 29 jogos pelo Corinthians: 14 vitórias, dez empates e apenas cinco derrotas

    Novo titular, Pedro Henrique 'perdoa' Guerrero e fala grosso: 'Corinthians briga para ser campeão'

    ver detalhes
  • Copa Sul-Americana terá 32 classificados na segunda fase

    Copa Sul-Americana chega a 21 classificados; torneio pode ter até sete campeões da Libertadores

    ver detalhes
  • Léo Santos (à dir.) deixou atividade mais cedo por conta de bolhas nos pés; Paulo Roberto foi testado na zaga

    Zagueiro deixa treino e faz Carille improvisar nesta quinta-feira; veja escalação do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes