Pelo Twitter, torcedores do Timão 'denunciam' pênalti ignorado na transmissão do PFC

Pelo Twitter, torcedores do Timão 'denunciam' pênalti ignorado na transmissão do PFC

Por Meu Timão

Torcedores corinthianos utilizaram as redes sociais para reclamar de um lance a favor do Timão durante o primeiro tempo da partida contra o Fluminense, neste domingo, na Arena, pela 27ª rodada do Brasileirão. Em cruzamento na área adversária, o zagueiro Balbuena acabou puxado pelo volante Pierre, mas o árbitro Anderson Daronco mandou a jogada seguir.

O problema, porém, esteve na transmissão da partida pelo Premiere FC (pay-per-view). A equipe formada pelo narrador Jorge Vinicius e pelo comentarista Ivan Andrade sequer citou o lance em questão, que também não teve o replay. A decisão do canal por assinatura gerou críticas de alguns corinthianos no Twitter.

“Balbuena não foi autorizado pelo Pierre a subir neste lance! Transmissão ‘não viu’”, ironizou um corinthiano – veja abaixo.

Vale lembrar que o Corinthians é citado desde a última quarta-feira por possíveis erros de arbitragem – para jogadores, técnico e até presidente do Fluminense, a vitória por 1 a 0 pela Copa do Brasil teve uma série de equívocos a favor dos donos da casa. A transmissão televisiva, porém, mostrou que o juiz acertou em todas as decisões.

Veja alguns tweets

Veja Mais:

  • Bruno Alves se desligou do Figueirense na Justiça

    Zagueiro anunciado pelo rival foi oferecido antes ao Corinthians

    ver detalhes
  • Vantagem do Timão caiu um ponto em relação à 20ª rodada; equipe tem um jogo a menos

    Confira a distância do Corinthians para os principais concorrentes ao título brasileiro

    ver detalhes
  • Moisés, que deve ser titular contra a Chape, com Pedrinho durante treino no CT

    Liberação de Marciel no Corinthians não deve alterar substituto de Arana em Chapecó

    ver detalhes
  • Corinthians é líder mundial nas redes sociais

    Corinthians é a entidade esportiva com melhor performance nas redes sociais do mundo, diz estudo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes