Fagner relembra início da carreira e estreia pelo Corinthians

Fagner relembra início da carreira e estreia pelo Corinthians

Por Meu Timão

Fagner estreou pelo Corinthians como profissional há dez anos

Fagner estreou pelo Corinthians como profissional há dez anos

Foto: Agência Corinthians

Há exatos dez anos, no dia 1 de novembro de 2006, o lateral-direito Fagner entrou em campo pela primeira vez em sua carreira como jogador profissional, justamente vestindo a camisa do Corinthians. Na ocasião, aos 17 anos, o jogador não imaginava as transformações que aconteceriam em sua carreira para, então, dez temporadas depois, ser titular absoluto da equipe e um dos principais nomes do atual elenco do Timão.

"Faz tempo, né? Lá se vão muitos anos, na época a gente entrava lá perto dos campos. Eu tinha de 9 para 10 anos quando entrei aqui. Os profissionais treinavam na Fazendinha. Quando a gente sabia que tinha treino à tarde, parava nas grades para ver se algum jogador dava autógrafo, essas coisas", relembrou, em entrevista ao globoesporte.com.

Conhecido por sua versatilidade, Fagner deu seus primeiros passos como atleta de Futsal do Timão. Depois de se destacar, apostou suas habilidades no campo e deu certo. "Treinei de atacante, comecei como atacante, aí fui volante, meia, zagueiro... Teve um dia que não tinha um lateral, ele pediu para eu treinar, fui ficando, fiquei. Obrigado, né?", acrescentou.

Em meio à incerteza sobre sua promoção para a categoria profissional e, até mesmo a respeito da consolidação de sua carreira como jogador de futebol, Fagner não descartava largar o esporte até os 17 anos. Entretanto, o panorama mudou a partir da escolha do técnico Leão, que relacionou o atleta para enfrentar o Fortaleza, em 2006 - no duelo que terminou com a vitória corinthiana por 4 a 0.

"Eu, com 17 anos, tinha recebido uma proposta para renovar meu contrato de juniores por mais três anos, e não era uma coisa que eu colocava como principal objetivo. Queria ir até onde o futebol me permitisse. Quando aconteceu de eu virar jogador e tomar aquela dimensão toda foi até uma surpresa. Subir ao profissional e ver Betão, Roger, Magrão, César, entre outros... Você fica olhando, você se pergunta. Dez anos depois, consegui trilhar esse caminho de vitórias, de títulos. É só felicidade", declarou o camisa 23 do Corinthians.

Muito grato ao Corinthians, mediante ao aprendizado adquirido ao longo dos anos dentro do clube, além do próprio período de formação e transição em sua vida pessoal, Fagner acredita que o Timão possui grande parcela de contribuição para seu desenvolvimento como ser humano.

"Aqui aprendi a ser um profissional, a ser homem. O Corinthians na minha vida foi tudo. Eu já não tive minha mãe para poder me criar, então aqui ganhei a disciplina que eu tive desde cedo no futebol, o compromisso com horários, estudos, porque ganhei até bolsa para estudar. São coisas que muitas pessoas não dão valor. Eu pude dar valor, e o Corinthians me proporcionou tudo isso", disse o lateral-direito.

Empolgado com o atual momento e disposto a ajudar o Timão na briga por uma vaga na Libertadores, Fagner comentou sobre o potencial do atual treinador, Oswaldo de Oliveira, e evidenciou o desejo de todo o elenco em concluir a temporada dentro do G6.

"O Oswaldo é um profissional qualificado. Tanto ele quanto nós queremos ser vencedores. O que desejamos é que a gente consiga de fato ficar no G6, para que todo mundo saia de férias tranquilo e volte para um 2017 muito melhor", finalizou.

O Corinthians volta a campo no próximo sábado, para jogar o clássico Majestoso, diante do São Paulo, às 19h30. Somando 50 pontos, o Timão ocupa o sétimo lugar na classificação do Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Campeonato Brasileiro agora tem quatro, e não três, vagas à fase de grupos da Libertadores

    Conmebol anuncia novidade, e Corinthians volta ao páreo por vaga direta na Libertadores

    ver detalhes
  • Alan Santos tem conversas avançadas com Corinthians

    Corinthians negocia contratação de volante do Coritiba, diz portal

    ver detalhes
  • Giovanni Augusto treinou como lateral nesta terça-feira

    Giovanni na lateral, mudança na zaga e susto de Rildo: o treino desta terça do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians encara o Cruzeiro neste domingo, no Mineirão

    Resultado no Mineirão vale mais que os três pontos para Corinthians e Cruzeiro; entenda

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes