Cássio reclama de críticas da imprensa e se vê mais cobrado

Cássio reclama de críticas da imprensa e se vê mais cobrado

Com contusão de Walter, Cássio ganhou oportunidades sob o comando de Oswaldo

Com contusão de Walter, Cássio ganhou oportunidades sob o comando de Oswaldo

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Titular na goleada sofrida por 4 a 0 para o São Paulo, o goleiro Cássio foi o escolhido para conversar com a imprensa presente no CT Joaquim Grava nesta quinta-feira, após o treinamento comandado por Oswaldo de Oliveira. Como esperado, o jogador teve de responder a uma série de perguntas sobre o momento do Corinthians, ainda na luta por uma vaga na Copa Libertadores da América de 2017.

Ídolo da torcida, o camisa 12 foi sincero ao falar das cobranças acerca de suas atuações em 2016, temporada em que perdeu a titularidade para o concorrente Walter. “Isso é normal em todos os clubes. Construí uma bela história aqui no Corinthians, mas a cobrança é normal. Acredito que eu seja mais cobrado que todos pelo tempo de clube, por gols que eu tomo, defesas que fiz. Quando o time perde eu boto a cara, venho aqui sempre conversar. Por toda a história, acredito que tenha a cobrança”, afirmou Cássio.

O goleiro, aliás, reclamou até da imprensa, que, segundo ele, especula quem deveria ser o dono da meta alvinegra. “É difícil até explicar, às vezes você acaba tomando um gol, e a torcida e imprensa começam a falar que o outro goleiro está melhor. O treinador sabe quem é titular e reserva, mas as especulações são mais por parte da imprensa”, declarou o arqueiro.

“Se eu não treinar bem no campo, como vou ser titular? É no campo que você vê a evolução. Estou bem fisicamente, não tenho nenhum problema, cabe ao Oswaldo achar em qual momento tenho de jogar ou não”, frisou.

Reserva desde a chegada de Oswaldo de Oliveira, em outubro, Cássio voltou a ganhar oportunidade no empate por 1 a 1 com a Chapecoense, no último dia 29. Já no sábado passado, com Walter ainda fora de combate devido a lesão na coxa direita, o camisa 12 iniciou o Majestoso e teve desempenho ruim, assim como toda a equipe.

“Tem de ter maturidade suficiente para tirar proveito de quando você erra e crescer. Não tem de se arrepender, só evoluir. Não só no futebol, todos têm erros e acertos e tentam melhorar. Faz parte do dia a dia, a gente nunca quer errar. Quero sempre que meu time ganhe, mas às vezes você não consegue fazer isso”, disse Cássio, que citou ainda o carinho dos torcedores corinthianos com ele.

“Onde eu vou, todo mundo tem o maior respeito por mim. Muitas vezes, pelo momento, pela situação, pode ser uma cobrança um pouco maior. Mas futebol é assim mesmo. Aconteceu com outros jogadores consagrados aqui também. Marcelinho Carioca, Edílson, Vampeta, todos tiveram momentos de cobrança aqui. Nada de anormal”, finalizou.

Veja Mais:

  • Oswaldo divulgou lista de relacionados do Corinthians

    Com apenas um desfalque, Corinthians divulga lista de relacionados para enfrentar Cruzeiro

    ver detalhes
  • Corinthians imagina que receberá propostas por Yago e Balbuena

    Corinthians estuda vender zagueiro e intensifica busca por contratação defensiva

    ver detalhes
  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Sub-20 comemorando título do Corinthians/UNIP no futsal

    Sub-20 conquista título estadual e Corinthians fica perto de fim de ano perfeito no futsal

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes