Após empate, Mano critica 'futebol óbvio' do Corinthians

O técnico Mano Menezes fez duras críticas ao time do Corinthians, após o empate por 1 a 1 contra o Botafogo, na última quinta feira à tarde, no Pacaembu. Fora do G 4 do Campeonato Paulista, o time...

O técnico Mano Menezes fez duras críticas ao time do Corinthians, após o empate por 1 a 1 contra o Botafogo, na última quinta-feira à tarde, no Pacaembu. Fora do G-4 do Campeonato Paulista, o time alvinegro tropeçou novamente porque jogou de forma "óbvia", segundo análise do treinador.

"Faltou lucidez para enxergar o lance antes do jogador, faltou fugir do óbvio", afirmou Mano, que não quis culpar os jogadores individualmente. "Quando a equipe não vai bem na parte coletiva a parte individual não consegue sobressair. Não conseguimos ter um coletivo forte hoje", disse.

A falta do meia Danilo, machucado, ficou evidente no discurso de Mano. O treinador reclamou que os corintianos conduziram demais a bola, ao invés de tocá-la com mais rapidez.

"Acho que temos condição de produzir mais, ainda nos falta na criação um pouco mais de velocidade e lucidez. A gente está conduzindo mais a bola algumas vezes e tá faltando mais a idéia de construir a jogada. Essa é a parte que me preocupa mais", disse.



Fonte: Terra

Após empate, Mano critica 'futebol óbvio' do Corinthians Após empate, Mano critica 'futebol óbvio' do Corinthians 0

Veja Mais:

  • Corinthians foi derrotado e acabou caindo para a sétima colocação

    Derrota faz Corinthians perder duas posições na tabela de classificação

    ver detalhes
  • Corinthians humilha Tapetense no Facebook

    FÓRUM: Corinthians humilha Tapetense no Facebook

    ver detalhes
  • Walter foi eleito o melhor em campo neste domingo

    Walter é destaque, mas reservas não agradam e ficam com piores notas do Timão

    ver detalhes
  • Rodriguinho está fora da próxima rodada do Brasileirão

    Súmula informa cartão amarelo após partida e Corinthians terá outro desfalque

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes