Acerto com Corinthians esfria, e Wagner negocia com outros clubes

Acerto com Corinthians esfria, e Wagner negocia com outros clubes

Por Meu Timão

Wagner defendeu o Fluminense entre 2012 e 2015

Wagner defendeu o Fluminense entre 2012 e 2015

Foto: Reprodução/ofluminense.blogspot.com.br

O Corinthians não deve mais selar a contratação do meia Wagner, de saída do futebol chinês. A diretoria do Timão passou a temer a ação movida pelo jogador contra o Tianjin Teda, seu ex-clube, e interrompeu as negociações com representantes do atleta. A informação é do LANCE!.

A direção da equipe paulista dava como certa a chegada de Wagner ao Parque São Jorge, tanto é que o armador já havia realizado os exames médicos necessários e acertado sua base salarial. Ele receberia cerca de R$ 450 mil mensais durante dois anos, até o fim de 2018.

Contudo, a situação mudou em razão do litígio do jogador de 31 anos com o Tianjin Teda. É porque o time chinês contratou o gabonês Malick Evouna e, para não exceder a cota de estrangeiros permitida no país, afastou Wagner das competições oficiais. O meio-campista brasileiro, então, rompeu o vínculo que mantinha com a agremiação de forma unilateral.

Tal imbróglio fez a alta cúpula do Corinthians temer o negócio com o atleta. Há a possibilidade de que Wagner perca o processo judicial no futuro, obrigando o Timão a arcar com os custos da indenização a que o Tianjin teria direito.

Após dias em São Paulo, o meia optou por retornar a Belo Horizonte, onde tem a intenção de aproveitar as festas de fim de ano e definir sua situação. Recentemente, ele recebeu sondagens de outras equipes.

Veja mais em: Mercado da bola, Contratações do Corinthians e Wagner.

Veja Mais:

  • Fora dos planos do Timão, Cristian é alvo do Jorge Wilstermann

    'De canto' no Corinthians, dupla é procurada por clube boliviano que está na Libertadores

    ver detalhes
  • Corinthians e Chapecoense dividem liderança da atual edição da Série A

    Chapecoense vence e empata com Corinthians na liderança do Brasileirão; veja a tabela

    ver detalhes
  • Timãozinho venceu o Mundial Sub-17 em 2015

    Maior campeão, Corinthians desiste do Mundial de Clubes Sub-17 por falta de dinheiro

    ver detalhes
  • Castán pertence á Roma, mas jogou a última temporada pelo Torino, também da Itália

    Com reunião agendada na Itália, pai de Castán não descarta retorno do zagueiro ao Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes