Após denúncia, meia do Corinthians é julgado no STJD

Após denúncia, meia do Corinthians é julgado no STJD

Por Meu Timão

4.9 mil visualizações 24 comentários Comunicar erro

Giovanni acabou expulso após se estranhar com Yago, do Figueirense

Giovanni acabou expulso após se estranhar com Yago, do Figueirense

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

O meia Giovanni Augusto foi absolvido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na tarde desta terça-feira. Denunciado por suposta agressão a um atleta do Figueirense, durante o duelo do último dia 16, o jogador do Corinthians acabou punido com apenas uma partida de gancho. A informação é do repórter Wellington Campos, da Rádio Itatiaia.

A pena imposta pelo tribunal ao camisa 17, porém, não chega a ser problema para o técnico Oswaldo de Oliveira. Isso porque Giovanni já cumpriu suspensão, na vitória por 1 a 0 sobre o Internacional, e está livre para entrar em campo no próximo domingo, diante do Cruzeiro, no Mineirão, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Giovanni, que se irritou com o meia Yago e acabou expulso, havia sido enquadrado no artigo 254-A (praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). O árbitro do empate por 1 a 1, Anderson Daronco, narrou o episódio da seguinte maneira:

“Empurrar um adversário com uso de força excessiva fora da disputa da bola - Expulsei aos 48 do 2 tempo, apresentando cartão vermelho direto, o atleta nº 17, Sr. Giovanni Augusto Oliveira, do Corinthians, por empurrar a cabeça do adversário nº 27, Sr. Yago Rocha, do Figueirense, contra o solo, com uso de força excessiva, no momento em que o adversário estava caído ao solo, e fora da disputa da bola. O atleta atingido não necessitou de atendimento e prosseguiu normalmente na partida. O atleta expulso saiu de campo normalmente”, informou a súmula do jogo.

O artigo o qual serviu como base do julgamento do meio-campista corinthiano prevê suspensão de quatro a doze rodadas se provocada por atleta, treinador, médico ou membro da comissão técnica, e suspensão de 30 a 180 dias por qualquer outra pessoa submetida ao Código.

Veja mais em: Giovanni Augusto e STJD.

Veja Mais:

  • Gil e Ralf estão em foto publicada pelo Corinthians

    Corinthians e Gil interagem nas redes sociais e indicam acerto pelo retorno do zagueiro

    ver detalhes
  • Volta de GIl ao Corinthians depende apenas de liberação do Shandong Luneng

    Diretor financeiro confirma acerto com Gil e revela alta proposta salarial negada por Romero

    ver detalhes
  • Ralf e Gil foram parceiros no Corinthians de 2013 a 2015

    Ralf, sobre iminente retorno do zagueiro Gil ao Corinthians: 'Dispensa comentários'

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, Marlone e Giovanni Augusto, três de quase 30 que ficarão sem contrato até 31 de dezembro de 2019

    Corinthians prevê economia de milhões com fim do contrato de quase 30 atletas em 2019; veja a lista

    ver detalhes

Comente a notícia: