Diretor do Corinthians fala sobre Guto Ferreira e alerta: 'Errar agora pode ser fatal'

48 mil visualizações 144 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Flávio Adauto falou sobre busca do Corinthians por novo treinador

Flávio Adauto falou sobre busca do Corinthians por novo treinador

Meu Timão

O Corinthians tenta "juntar os cacos" menos de 24 horas após a demissão de Oswaldo de Oliveira. Em entrevista concedida na manhã desta sexta-feira à ESPN, o diretor de futebol corinthiano, Flávio Adauto, deu detalhes sobre a busca pelo novo treinador.

Ao ser questionado sobre um suposto interesse em Guto Ferreira, atual treinador do Bahia, o dirigente do Corinthians negou que a diretoria já tenha entrado em contato com qualquer técnico.

"Não vou desmentir ninguém. Mas não existe esse contato, não foi mantido esse contado. Se empresários estão procurando, vamos atendê-los, vamos procurar", disse.

"A gente quer manter contato com um (empresário). Se não der certo, nós esperamos não ter divulgado esse um, porque não queremos que ninguém apareça como segunda opção, como terceira opção", completou.

A exemplo do que o presidente Roberto de Andrade já havia avisado na quinta-feira, o Corinthians tem pressa em acertar com um novo treinador. Adauto disse que o Timão "não quer" correr, mas admitiu a necessidade de preencher a lacuna que se abriu na comissão técnica.

"A gente não quer pressa. Mas temos que resolver. A partir de hoje, de ontem na verdade, começamos a ver situações, perfis, a ver de que forma vamos recomeçar essa história do Corinthians", declarou.

Fato é que o Corinthians tem como objetivo, enfim, acertar na escolha de um treinador. Conhecido nos últimos anos como um clube que dá estabilidade aos técnicos, o Timão, num intervalo de seis meses, teve Cristóvão Borges, Fábio Carille e Oswaldo de Oliveira no cargo.

"Errar agora pode ser fatal para todas as pretensões para 2017 (...) Essa estabilidade é o que vamos buscar. Por isso não vale fazer as coisas com base no impulso, na pressão. É aquela necessidade de decidir ontem o que pode ser decidido depois de amanhã", apontou o diretor alvinegro.

"Anteriormente o Corinthians era praticamente o clube mais conservador do futebol brasileiro. Este momento realmente está fora da curva. Este hiato, este problema é de 2016. Esperamos que o ano acabe logo, porque foi um ano ruim (...) O ano foi ruim, fraco, mas as possibilidades do futuro nós vemos como boas", finalizou.

Veja mais em: Flávio Adauto e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Corinthians foi superior, mas não soube converter suas chances em gol em Joinville

    Com briga no fim e vacilos, Corinthians sai atrás nas quartas da Liga Futsal

    ver detalhes
  • Com apenas 5,6, o volante Ralf foi eleito o melhor em campo pela Fiel

    Torcida do Corinthians poupa Ralf em noite de médias extremamente baixas; reserva é o pior em campo

    ver detalhes
  • Jogadoras do Corinthians Feminino se classificaram em primeiro lugar para as quartas de final

    Corinthians conhece adversário das quartas de final da Libertadores Feminina; saiba os detalhes

    ver detalhes
  • Corinthians leva a virada e perde para o Cruzeiro por 2 a 1 em Itaquera; Carille foi expulso no segundo tempo

    Corinthians não consegue afastar crise e perde de virada para o Cruzeiro pelo Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians perdeu de virada para o Cruzeiro na noite deste sábado

    Com nova derrota, Corinthians pode terminar rodada fora do G6 do Brasileirão; veja tabela

    ver detalhes

Comente a notícia: