Baixinho Corinthians vê o ainda mais baixinho Jadson como esperança no jogo aéreo em 2017

73 mil visualizações 70 comentários

Pablo é uma das novidades do Corinthians para aproveitar bolas aéreas

Pablo é uma das novidades do Corinthians para aproveitar bolas aéreas

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

"Ele agrega muito, a qualidade dele tecnicamente, acho que vai ajudar muito a equipe. Na bola parada ele também vai ajudar muito. Teve um momento que a altura do time elevou esse ano e pode ser um ponto forte igual tivemos em 2015."

A fala acima foi pronunciada na última segunda-feira por Cássio, durante conversa com a imprensa no CT Joaquim Grava, e diz respeito ao retorno de Jadson ao Corinthians. O que o goleiro do Timão não sabe, porém, é que a média de altura do elenco alvinegro diminuiu em 2017 em relação à temporada passada.

Em 2016, jogadores altos como Gustavo (1,89m), Yago (1,85m), Isaac (1,85m) e Jean (1,83m), entre outros, ajudavam o Corinthians a ter média de altura de 1,81m. Na atual temporada, contudo, o Timão "ficou um pouco mais baixo": perdeu dois centímetros e viu sua média cair para 1,79m. Pesaram para tal mudança a saída dos jogadores citados e a chegada de baixinhos como Maycon (1,75m), Gabriel (1,71m) e Jadson (1,68m).

Jadson, aliás, é o jogador com menor estatura no atual elenco do Corinthians. E ironicamente é ele a principal esperança do Timão para uma melhora da equipe no jogo aéreo.

Autor do último gol de falta da equipe profissional do Corinthians, em junho de 2015, Jadson tem como especialidade a bola parada. E é justamente por meio desse fundamento do meia que a comissão técnica espera aperfeiçoar as bolas alçadas na área ofensiva.

Baixinho Jadson é esperança para o jogo aéreo do Corinthians

Baixinho Jadson é esperança para o jogo aéreo do Corinthians

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Na equipe atualmente vista como titular por Fábio Carille, tendem a aproveitar os cruzamentos de Jadson os seguintes jogadores: (1,88m), Moisés (1,81m), Balbuena (1,88m) e Pablo (1,88m). Esse último, aliás, chamou atenção dos funcionários do Corinthians nos primeiros treinos e jogos justamente por conta de sua ótima impulsão.

Em tempo: no ano passado, apenas 20 dos 104 gols do Corinthians foram anotados de cabeça. Tal número correspondeu a apenas 19% dos tentos e foi visto como abaixo da expectativa pela comissão técnica do Timão.

Ah! Apesar de Cássio ter citado 2015 como exemplo positivo do jogo aéreo corinthiano, tal temporada foi ainda pior para a equipe no quesito: 20 dos 123 gols foram anotados de cabeça (16%).

Definitivamente, é hora de colocar a cabeça no lugar e melhorar tal fundamento.

Veja mais em: Jadson.

Veja Mais:

  • Fábio Santos, Willian e Gabriel ficam à disposição de Sylvinho para a estreia do Paulistão

    Corinthians recebe Ferroviária na estreia do Paulistão 2022; veja detalhes

    ver detalhes
  • Situação de Rodrigo Varanda será analisada internamente pelo Corinthians

    Corinthians realiza análise interna sobre polêmica com Rodrigo Varanda; saída pode ser opção

    ver detalhes
  • Éderson está na mira do Salernitana, da Itália

    Corinthians aguarda proposta do futebol italiano por Éderson

    ver detalhes
  • Paulinho pode reestrear pelo Corinthians nesta terça

    Corinthians divulga relacionados para primeiro jogo da temporada; veja a lista completa

    ver detalhes
  • Corinthians encerrou os treinos antes da estreia no Paulistão

    Corinthians encerra preparação para estreia do Paulista contra Ferroviária; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Fagner foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva com dois jogos de suspensão pela expulsão nos acréscimos do jogo entre Corinthians e Juventude

    Fagner é suspenso pelo STJD por expulsão na última rodada do Brasileirão

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x