'Gastamos três telefonemas', diz Andrade sobre negociação por Drogba

'Gastamos três telefonemas', diz Andrade sobre negociação por Drogba

Por Meu Timão

125 mil visualizações 95 comentários Comunicar erro

Sem clube, Drogba teve oferta do Corinthians em mãos

Sem clube, Drogba teve oferta do Corinthians em mãos

Foto: Reprodução

Durante as primeiras semanas de 2017, o torcedor do Corinthians alimentou a esperança de ver uma estrela do futebol mundial no Parque São Jorge: o centroavante marfinense Didier Drogba. Pouco mais de duas semanas depois de decretar o fim da negociação, o presidente do Timão, Roberto de Andrade, deu detalhes das tratativas com o atleta e seus representantes.

“Entrei (na negociação) quando ele (Drogba) queria falar comigo. Até então, o contato havia sido feito com representantes do atleta. Pelo que me consta, tem dois ou três. Falei com ele três vezes por telefone. Foi uma conversa muito boa, uma pessoa muito educada e simpática. Ele ficou de pensar, seria um projeto diferente do que pensava, mexe com toda a família, óbvio. Ele tem uma fundação na Costa do Marfim e teria de se ausentar. Enfim, ele optou por achar que não era isso que ele e a família desejavam”, afirmou Roberto de Andrade em entrevista ao site Globoesporte.com.

A investida por Drogba foi uma ideia levantada pelo marketing do Corinthians com aval de Andrade. Em meio à negociação, Flávio Adauto, diretor de futebol do clube, e Alessandro Nunes, gerente, foram avisados a respeito do interesse no marfinense de 38 anos. A situação evidenciou o “racha” existente entre o marketing e o futebol do Timão, relação estremecida desde o começo da gestão de Roberto.

De acordo com o dirigente, nenhum representante do Corinthians – no caso, Gustavo Herbetta, ex-superintendente de marketing – viajou à Europa para conversar com agentes de Drogba. O time paulista, aliás, gastou não mais do que três telefonemas ao longo do período de negociação.

“Todo o resto que você escuta falar, de não sei quem foi para a Inglaterra, isso nunca existiu. Ninguém nunca saiu daqui. O que gastamos foram três telefonemas, um que eu liguei e dois que recebi. As pessoas gostam de fazer esse estardalhaço. Se eu começar a falar aqui quantos jogadores me ligam e se oferecem... Eu nunca expus ninguém, acho ridículo. O que tem errado em tentar trazer um jogador? Não tem ninguém bobo aqui, ninguém é tonto. Ninguém deu 'passa, moleque' em ninguém. Quer vir trabalhar aqui? Não quer? Até logo”, avisou o mandatário, que não viu problemas nas críticas direcionadas por Adauto à proposta do Corinthians – o diretor chegou a classificar a investida como “amadora”.

“Não condeno, era a ideia dele. Não enxergo todo esse estardalhaço. Sabe com quantos jogadores conversei para trazer e que não deu certo? Um monte. Não vou falar nomes porque não gosto. Você acha que o Drogba é o primeiro? Isso é comum. É a coisa mais comum do mundo”.

Roberto também esclareceu a nota oficial divulgada pelo Timão no último dia 31 intitulada “Valeu, Drogba”, na qual o clube agradece o centroavante pela atenção. “Foi o pessoal do marketing, um agradecimento pela predisposição dele de conversar. Ele não tinha obrigação nenhuma de se colocar ao telefone, de ligar novamente para responder. Ele poderia dar uma declaração na Europa dizendo que a gente estava louco. Eu e eles (marketing) achávamos que poderíamos fazer um agradecimento. Na vida, aquilo que não vira negócio você pode ganhar um amigo, um fã, um torcedor... Por que não?”, concluiu.

Veja mais em: Drogba.

Veja Mais:

  • Andrés Sanchez e Carlos Elias detalharam informações de troca de ingressos para treino aberto

    Corinthians divulga informações do treino aberto na Arena antes de decisão contra Flamengo

    ver detalhes
  • Diego Tardelli, há quase quatro anos no Shandong Luneng, volta a ser especulado no Corinthians

    Contratação de Tardelli pelo Corinthians já havia sido especulada outras vezes; relembre

    ver detalhes
  • Paciência para construir, falta de pontaria na frente: o que dá pra tirar da virada diante do Sport

    Mais de 500 passes, 70% de posse, poucas finalizações: os números da virada corinthiana na Arena

    ver detalhes
  • Torcedora do Sport discutindo com PM que a impediu de acessar setor visitante da Arena Corinthians

    Torcedoras do Sport acusam PM de agressão na Arena Corinthians; veja os relatos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes