Mesmo com atraso de musa, torcida organizada do Corinthians faz bonito em desfile das escolas de samba

51 mil visualizações 42 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Musa da Gaviões, Sabrina Sato se atrasou e entrou na avenida sem costeiro de fantasia

Musa da Gaviões, Sabrina Sato se atrasou e entrou na avenida sem costeiro de fantasia

Instagram / Sabrina Sato

Durante a madrugada desta sexta-feira, a Gaviões da Fiel, escola de samba que carrega o nome da principal torcida organizada do Corinthians, desfilou pelo Grupo Especial do Carnaval de São Paulo. Mesmo com atraso de uma de suas musas, a apresentadora Sabrina Sato, a escola fez bonito ao contar a história dos migrantes da capital paulista, no Sambódromo do Anhembi.

Sétima colocada do Carnaval paulista de 2016, a Gaviões destacou a trajetória de pessoas de todo o Brasil que vem para a capital de São Paulo para “recomeçar a vida”. Com grande ênfase no povo nordestino, a escola trouxe carros alegóricos com grandes imagens de locomotivas e até mesmo uma representação da antiga rodoviária da Luz.

Leia mais: Relembre como foi o último desfile da Gaviões no Anhembi

Antes do início do desfile, porém, a Gaviões precisou lidar com um imprevisto: a madrinha de bateria, Sabrina Sato, se atrasou por conta do trânsito e não conseguiu vestir a costeira de sua fantasia, que continha mais de 6 mil penas. Ainda assim, a apresentadora se juntou minutos após o início do desfile, quando acompanhou a bateria com os 230 ritmistas ao lado da rainha Tati Minerato, Thainara Primo e Renatta Teruel.

Com apoio das arquibancadas do Anhembi, a Gaviões contou com 22 alas, 3 mil componentes e cinco alegorias. Em seu carro abre-alas, trouxe como tema “A partida”. A escola mostrou famílias que deixam a sua terra natal, representadas com figuras de mães com filhos no colo.

O povo nordestino que veio para São Paulo foi destacado na segunda, terceira e quarta ala. A bateria também se vestiu para homenagear os migrantes, com fantasias de “vaqueiros do Nordeste”. O segundo carro da escola alvinegra mostrou uma locomotiva, intitulada “Sobre os trilhos chegaram os nordestinos”. Migrantes mineiros e cariocas foram representados em alas seguintes.

Já o terceiro carro fez menção à rodoviária do bairro da Luz, que recebeu boa parte dos migrantes citados nos anos 70. O grande detalhe foi a presença de 100 componentes no carro, que apareciam camuflados em RGs dos migrantes. Em sua penúltima ala, a Gaviões da Fiel mostrou os membros da escola com guarda-chuvas, em alusão ao rótulo Terra da Garoa da cidade de São Paulo.

Veja mais em: Torcida do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians perdeu para o Cruzeiro por 2 a 1 neste sábado

    Corinthians deixa G4 e pode perder posição até o fim da rodada do Brasileirão; veja tabela

    ver detalhes
  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Tiago Nunes negou um suposto interesse do Corinthians para a próxima temporada

    Tiago Nunes ressalta respeito a Carille e nega contato com o Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians nunca havia perdido um jogo em que saiu na frente do adversário na Arena

    Após 184 jogos, Corinthians leva a primeira virada jogando na Arena

    ver detalhes
  • Corinthians foi superior, mas não soube converter suas chances em gol em Joinville

    Com briga no fim e vacilos, Corinthians sai atrás nas quartas da Liga Futsal

    ver detalhes
  • [Vitor Chicarolli] Há quanto tempo o Corinthians não joga bem?

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: