Goleiro do Corinthians destaca dedicação, comprometimento e respeito ao comando

8.0 mil visualizações 54 comentários

Cássio falou do bom momento do Corinthians neste início do ano

Cássio falou do bom momento do Corinthians neste início do ano

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Após seis rodada, o Corinthians é líder do seu grupo e tem a maior pontuação do Campeonato Paulista (15). Algo que, antes de a bola rolar, era visto como impossível de acontecer pela maioria dos jornalistas e até mesmo por boa parte da torcida. Para Cássio, um dos jogadores mais experientes do atual elenco, alguns fatores explicam o atual momento da equipe.

Após o triunfo em Mirassol, por 3 a 2, de virada, o goleiro alvinegro elogiou seus companheiros.

"Tomamos dois gols, mas conseguimos a vitória e uma variação de esquema. Importante é saber que todo mundo está entendendo o que o professor Carille quer e pede, então, todo mundo se entrega. Às vezes pode faltar uma qualidade a mais na finalização, mas vontade, dedicação e esse espírito estão sendo uma marca dessa equipe", afirmou o camisa 12, que completou:

"A gente pegou um jogo contra o Santo André, que saímos perdemos, e não conseguimos virar. Contra o Mirassol, conseguimos a virada. O time está de parabéns. O time está no caminho certo, mas não podemos nos acomodar, queremos mais. Estamos unidos, todos sabem que não apenas os 11 titulares. É dar continuidade para manter a boa fase".

Cássio lembrou ainda que, depois de toda a adrenalina no Dérbi da Arena na última quarta-feira, os jogadores não deixaram de ter vontade e desejo pela vitória contra a equipe do interior, de menos expressão e tradição.

"Confiança e comprometimento, a gente pegou um jogo complicado, se falou muito do clássico e depois, por ser um adversário na teoria de menor expressão, poderia ter caído o ritmo. Mas o time teme humildade de saber que poderia ganhar o jogo e ter a melhor campanha do Paulista. É continuar trabalhando, temos um grande desafio em Brusque nesta quarta-feira", lembrou o arqueiro.

"É trabalho, é cobrança. Nós não acomodamos com coisas erradas, os mais velhos e os meninos da base... todos se cobram. O Carille não faz qualquer distinção, todos têm opinião e voz ativa. Isso é fundamental. Quem manda é o Carille, ele é o treinador. Esse respeito ajuda demais, mas queremos mais, queremos evoluir", finalizou, elogiando o trabalho do comandante do Timão.

Veja mais em: Cássio.

Veja Mais:

  • Giuliano será apresentado pelo Corinthians nesta quarta-feira

    Corinthians marca apresentação virtual de meia Giuliano; saiba mais

    ver detalhes
  • Giuliano completa nesta terça-feira exatos 100 dias sem entrar em campo; meia-atacante entrou em campo pela última vez no longínquo dia 25 de abril, quando atuou pelo Basaksehir, da Turquia

    Giuliano completa exatos 100 dias sem jogar; reforço do Corinthians se prepara para estreia

    ver detalhes
  • Jacinto Antônio Ribeiro, o "Jaça", conselheiro vitalício do clube, e pivô de conflito com Brazil nas últimas semanas; Márcio Bittencourt, ex-jogador e ex-treinador da base do clube

    Desentendimento na base do Corinthians separa Sub-23 das demais categorias; entenda

    ver detalhes
  • Sylvinho tem 16 jogos no comando do Corinthians, com mais derrotas (seis) do que vitórias (quatro), além de seis empates; saldo de gols também é negativo (12x16) e o aproveitamento é de 37,5%

    Pressão sobre Sylvinho aumenta no Corinthians; dois fatores jogam a favor do treinador

    ver detalhes
  • Ousado chegou ao Corinthians Free Fire em janeiro

    Técnico do Corinthians Free Fire abre o jogo sobre a saída de Ousado

    ver detalhes
  • Bloqueio é referente a valores não pagos à Federação das Associações de Atletas Profissionais

    Corinthians tem quase R$ 2 milhões bloqueados pela Justiça por dívida com programa social

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x