Jadson se vê pressionado a repetir bom desempenho no Corinthians, mas dá receita do sucesso

Jadson se vê pressionado a repetir bom desempenho no Corinthians, mas dá receita do sucesso

Por Meu Timão

3.4 mil visualizações 39 comentários Comunicar erro

Jadson almeja entrar ainda mais na história do Corinthians

Jadson almeja entrar ainda mais na história do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

De volta ao Corinthians após passar uma temporada "escondido" na China, Jadson já sabe qual será seu maior desafio neste retorno: corresponder às expectativas da Fiel e, assim, repetir as boas atuações que lhe consagraram como protagonista do hexacampeonato brasileiro de 2015. O meia inclusive já sabe a receita para driblar a pressão e, mais uma vez, fazer sucesso com a camisa do Timão: trabalho, esforço e dedicação.

"Acho que é um pouco mais difícil voltar desse jeito. Em 2015 saí muito bem, as pessoas estão com uma expectativa muito grande em cima de mim, elas esperam que eu faça a mesma coisa. Estou focado e me preparando para isso, mas as coisas, às vezes, podem acontecer de outra forma. Mas com trabalho sério, me esforçando e dedicando, vou conseguir bons resultados", declarou, em entrevista concedida ao portal Globoesporte.com.

Vale destacar que, apesar de já conhecer bastante o Corinthians haja vista ter chegado ao clube pela primeira vez no início de 2014, o camisa 77 não é o único com experiência e tempo de casa. Danilo, Cássio, Rodriguinho e Fagner, por exemplo, já estavam no elenco alvinegro antes mesmo de Jadson trocar o São Paulo pelo Timão.

"Estou me preparando para isso. Sei da minha responsabilidade por ser um cara mais experiente. Tem outros mais experientes que eu, como Danilo, alguns da casa como Fagner e Cássio, que têm uma história no clube, tem o Rodriguinho, todos que são mais cascudos podem ajudar também. Quero ajudar da melhor maneira, com assistências e gols, como fiz em 2015", comentou.

"Tenho condições de fazer uma história bacana no Corinthians", completou.

E a tríade de trabalho, esforço e dedicação em busca de fazer mais história no Corinthians parece já estar dando resultados. Após pouco menos de um mês de treinos no CT Joaquim Grava, o meia entrou no decorrer da partida contra o Brusque, quarta-feira passada, e atuou ao longo dos 90 minutos no clássico do último sábado, contra o Santos.

"Falaram que seria um mês de preparação e em três semanas fui para o jogo. Estão dosando o trabalho comigo, falaram que eu jogaria 60 ou 70 minutos, mas no intervalo falei para o (técnico Fábio) Carille que eu estava bem, que se acontecesse alguma coisa eu dava um toque, mas foi rolando o jogo e aguentei. Não foi a mesma intensidade do primeiro tempo, mas ajudei na parte tática, na marcação. Faltou um pouco de criação no segundo tempo da minha parte porque no final me faltou um pouco de perna, mas é com jogos que se ganha ritmo", resumiu.

O Corinthians de Jadson volta a campo nesta quinta-feira, contra o Luverdense, em Cuiabá, pela Copa do Brasil. A tendência é o camisa 77, mais uma vez, iniciar o jogo como titular. Ou seja: mais uma oportunidade de o meia escrever novo capítulo no Timão.

Veja mais em: Jadson.

Veja Mais:

  • Roger marcou o segundo gol corinthiano no duelo deste domingo

    Corinthians vira nos acréscimos, mas ainda leva gol de empate e tropeça no Vitória

    ver detalhes
  • Corinthians empatou com o Vitória em 2 a 2 nesta rodada

    Concorrentes tropeçam, e Corinthians abre leve distância para Z4; veja classificação

    ver detalhes
  • Ralf foi eleito craque da partida no entendimento dos torcedores do Corinthians

    Veteranos são eleitos 'craques' do Corinthians no Barradão; Avelar beira nota zero

    ver detalhes
  • Jadson foi autor do primeiro gol do Corinthians contra o Vitória, em Salvador

    Jadson reconhece situação desconfortável do Corinthians no Brasileiro e lamenta 'gols dados'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes