Corinthians e Caixa selam acordo sobre parte de renegociação da Arena

125 mil visualizações 58 comentários

Por Meu Timão

Inaugurada em 2014, Arena tem custo total avaliado em R$ 1,2 bilhão

Inaugurada em 2014, Arena tem custo total avaliado em R$ 1,2 bilhão

Site oficial da Arena Corinthians

O Corinthians, a Arena Corinthians e a Caixa Econômica Federal chegaram a um importante acordo referente à reorganização operacional do estádio alvinegro. Um novo contrato, com tetos de gastos e valores a serem destinados ao pagamento de despesas do empreendimento, substituirá o atual, sem condições de ser seguido à risca pelo fundo que administra a Arena, BRL Trust.

O portal da Revista Época divulgou, nesta terça-feira, as principais mudanças entre o antigo contrato operacional do estádio, que está prestes a expirar, e o recém-fechado. Até 2016, 80% das receitas da Arena eram destinadas ao pagamento da dívida com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), de R$ 400 milhões. O restante (20%), utilizado para cobrir gastos e despesas do estádio.

Entretanto, tal divisão financeira passou a ser inviável em razão da própria arrecadação da Arena Corinthians, muito distante em relação ao planejamento inicial. Em novembro do ano passado, uma reunião entre os cotistas do projeto - Corinthians, Odebrecht (construtora do estádio) e BRL Trust - definiu o congelamento da mensalidade de R$ 5,7 milhões até o próximo mês de abril para que o novo contrato da Arena fosse colocado em prática.

A renegociação

A nova convenção em relação à organização operacional da Arena possui quatro grandes frentes:

  • as receitas do estádio serão separadas em dois grupos: bilheterias (venda de ingressos, alimentos, etc.) e comerciais (camarotes, ações de marketing, etc.);
  • o total recolhido com bilheterias será repartido da seguinte forma: 30% reservado para despesas dos jogos (ambulância, policiamento, taxas, etc.) e 70% renda líquida;
  • o montante adquirido com rendas comerciais também será fracionado: 20% para comissões a terceiros que vendam propriedades comerciais da Arena e 80% renda líquida;
  • de todo o dinheiro que entrar no caixa corinthiano na temporada, R$ 28 milhões serão destinados a despesas fixas, entre elas luz, água, seguro, folha de pagamento de funcionários, manutenção predial, etc.

Por que 'comissões'?

Com a distinção das receitas, o Corinthians aliviará seu próprio caixa em relação a acordos comerciais para a Arena. Por exemplo, suponhamos que um intermediário leve um cliente ao estádio a fim de adquirir um camarote. Esse terceiro, por lei, possui direito a uma comissão sobre o negócio.

No acordo ainda vigente com a Caixa, o fundo que rege o estádio precisa tirar tal comissão da despesa global. O problema é que a grana é insuficiente até para os custos básicos do empreendimento em Itaquera. Com o plano de austeridade a ser posto em prática, o Timão assegurará o pagamento de comissões e, assim, não correrá riscos de perder eventuais novos parceiros.

Mas e a grana?

Feita a engenharia financeira, tudo o que for arrecadado na Arena será reservado ao pagamento do estádio. Atualmente, a dívida mensal referente ao empréstimo do BNDES é de cerca de R$ 5 milhões. O clube, contudo, mantém conversas para diminuir a quantia e estender o prazo do débito. Esses objetivos estarão na outra parte da renegociação operacional do projeto, que deve durar até abril.

Veja mais em: Arena Corinthians e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Banco BMG deve mudar as cores de seu logo no novo uniforme do Corinthians

    Patrocinador desafia torcida do Corinthians e condiciona logotipo preto e branco a novas contas

    ver detalhes
  • Corinthians ficou no empate por 1 a 1 com o Ituano no último compromisso antes da paralisação

    Governador de São Paulo indica prazo para anunciar retorno do Paulistão; saiba previsão

    ver detalhes
  • VÍDEO: Nova camisa do Corinthians não é só no futebol: olha essa história do Free Fire do Timão

    ver detalhes
  • Manhã foi de trabalhos coletivos no CT Joaquim Grava

    Tiago Nunes comanda trabalhos coletivos em reapresentação do Corinthians após folga; veja fotos

    ver detalhes
  • Gabriel Pereira vem treinando com os profissionais do Corinthians

    Técnico que trouxe Gabriel Pereira ao Corinthians analisa chegada do meia ao profissional

    ver detalhes
  • Elenco trabalha com bola desde a última quarta-feira

    Corinthians inicia segunda semana de trabalhos com bola no CT; relembre como foram primeiros dias

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: