Tribunal arquiva inquérito policial contra Roberto de Andrade

Tribunal arquiva inquérito policial contra Roberto de Andrade

Por Meu Timão

Presidente do Timão, Roberto de Andrade vinha sendo investigado por falsidade ideológica

Presidente do Timão, Roberto de Andrade vinha sendo investigado por falsidade ideológica

Foto: Rodrigo Vessoni

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, recebeu uma notícia positiva nesta segunda-feira. O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) arquivou o inquérito policial contra ele por falsidade ideológica. A decisão, de acordo com o site Globoesporte.com, foi determinada pelo juiz Sandro Rafael Pacheco.

O mandatário corinthiano vinha sendo investigado por ter supostamente assinado atas de assembleia da Arena Corinthians e o contrato do estacionamento do estádio em Itaquera antes de assumir o cargo no clube. A acusação foi realizada no ano passado e seguia na Justiça desde então.

Ainda segundo o portal, Marta Alves de Souza Cruz Ravaglio, sócia da Omni, empresa que passou a controlar o estacionamento, afirmou que o contrato havia sido assinado no dia 8 de abril de 2015. Sendo assim, Roberto de Andrade já ocupava o seu cargo na diretoria do Corinthians quando o fato ocorreu. O cartola assumiu a presidência do clube no dia 7 de fevereiro do mesmo ano.

“Felizmente, como sempre se afirmou, a Justiça reconheceu com o aval do Ministério Público que o Presidente do Corinthians não cometeu qualquer crime. A verdade foi colocada em seu devido lugar. O presidente sempre agiu e atua com extrema correção no desempenho de suas funções e na sua vida privada. Além disso, ficou evidenciado que a leviana acusação tinha caráter político. Agora, conjuntamente com o presidente e o corpo jurídico que o auxiliou, estaremos tomando as providências contra os autores dessa falácia”, comentou o advogado de defesa Daniel Leon Bialski.

O presidente do Corinthians já havia conseguido uma vitória nos tribunais em 20 de fevereiro, quando a Justiça determinou a suspensão do inquérito. Na noite deste mesmo dia, Roberto de Andrade foi o principal alvo de uma reunião dos conselheiros do clube alvinegro, na qual a votação do processo de impeachment do dirigente acabou sendo barrada. O dirigente segue em seu mandato até fevereiro de 2018.

Veja mais em: Roberto de Andrade e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Gustavo Scarpa está negociando com o Corinthians para 2018

    Arquirrival perde força, e Corinthians volta ao páreo pela contratação de Scarpa

    ver detalhes
  • Flávio Adauto não é mais diretor de futebol do Corinthians

    Em nota oficial, Corinthians anuncia saída de Adauto e Piovesan

    ver detalhes
  • Andrade permanece à frente do Corinthians apenas até fevereiro de 2018

    Corinthians estima superávit em 2018; clube pretende arrecadar R$ 50 milhões em vendas

    ver detalhes
  • Alessandro falou sobre o planejamento do Corinthians para 2018

    Alessandro explica busca de reforços e comenta volta de dois emprestados: 'Díficil'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes