Jabá concorda com críticas ao seu início no Corinthians e já pensa no clássico

Jabá concorda com críticas ao seu início no Corinthians e já pensa no clássico

Por Meu Timão

4.9 mil visualizações 82 comentários Comunicar erro

Com nove jogos pelo Corinthians em 2017, Jabá ainda não marcou

Com nove jogos pelo Corinthians em 2017, Jabá ainda não marcou

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians

Léo Jabá ganhou fama nas categorias de base do Corinthians ao conquistar o Mundial Sub-17 diante do poderoso Barcelona, em 2015, na Espanha. Desde então, passou a ser tratado como promessa do clube e, no início desta temporada, se tornou jogador profissional do Timão de vez. Mas o começo do atacante na equipe adulta tem sido aquém.

Em entrevista na zona mista da Arena Corinthians após o empate por 1 a 1 com o Red Bull Brasil, na noite da última quinta-feira, pelo Paulistão, Jabá admitiu que necessita melhorar. Mais do que isso, o jovem de 18 anos entende que pode ajudar o Corinthians de maneira mais eficiente.

“Tenho muito que melhorar ainda, me soltar, isso é aos poucos, com sequência de jogos e ritmo você começa a fazer seu melhor futebol. Tenho muito a mostrar. Tenho a confiança de todos, dos atletas, da comissão e da diretoria, é ter paciência que vai ao natural. Estou acostumado com a pressão desde a base. Não fico triste, não ligo. Fico feliz. Se me cobram, é porque acreditam em mim. Quando não der na técnica, vou na raça”, disse Léo.

Antes de vestir a camisa corinthiana, Leonardo Rodrigues Lima, nome de batismo, jogou em divisões menores do São Paulo, rival da equipe no domingo, no estádio do Morumbi, pela 11ª rodada do torneio estadual. O reencontro com o ex-clube está nos planos do atacante, que pretende, enfim, marcar o primeiro gol pelo time.

“Quem sabe esse gol não sai no domingo, contra o ex-clube?”, projetou. Entretanto, é provável que outra prata da casa ganha chance na vaga de Jabá no Majestoso.

E AÍ, CARILLE?

Carille, sobre o começo de Léo Jabá no profissional: “Esse processo é natural de jogador para jogador, Jabá é muito jovem, fiz questão de abrir espaço para ele no início do ano. Fez três bons jogos, contra Palmeiras, Mirassol e Santos. Nos últimos teve dificuldades, mas é normal oscilar, Pedrinho pode passar por isso também. Pedem para lançar, mas às vezes o resultado não é imediato”.

Veja mais em: Léo Jabá, Base do Corinthians e Majestoso.

Veja Mais:

  • Reservas fizeram uma atividade de um contra um durante boa parte desta terça-feira

    Treino do Corinthians tem ausência de titulares, um contra um dos reservas e goleiros no futevôlei

    ver detalhes
  • Loss embarcará em estágio no Velho Continente; Jair possui outros três auxiliares

    Corinthians autoriza e Osmar Loss realizará estágio na Europa

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez e Carlos Elias detalharam informações de troca de ingressos para treino aberto

    Corinthians divulga informações do treino aberto na Arena antes de decisão contra Flamengo

    ver detalhes
  • Ídolo do Timão, Sócrates foi um dos pilares da Democracia Corinthiana

    Jornalista palmeirense sai em defesa da Democracia Corinthiana ao criticar Felipe Melo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes