Sem folga há 51 dias, Jô revela cuidado extracampo para suportar maratona

Sem folga há 51 dias, Jô revela cuidado extracampo para suportar maratona

2.8 mil visualizações 53 comentários Comunicar erro

Jô participou de 21 dos 22 jogos do Timão em 2017

Jô participou de 21 dos 22 jogos do Timão em 2017

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians disputou 22 jogos em 2017. Jô esteve em campo em 21 deles. Para piorar, atuou nos últimos 14 consecutivamente. Sua última (e única no ano) folga ocorreu no dia 18 de fevereiro, quando ficou ausente na partida contra o Audax, em Osasco.

Já são 51 dias sem ficar fora de um compromisso do Timão. Não é à toa que deixou o gramado da Arena após a partida contra o Botafogo-SP com a mão na coxa esquerda, segundo ele "por um desconforto muscular". Como suportar tantos jogos em sequência? Como aguentar tal maratona sem ter lesão? Para o atacante, dois são os fatores que vêm sendo fundamental.

O primeiro é a estrutura oferecida pelo CT Joaquim Grava, com aparelhagem e profissionais que dão suporte. O segundo é sua postura fora dos gramados. Ao contrário do que acontecia no passado, quando ganhou holofote no noticiário extracampo, Jô é notícia no Corinthians apenas pelo que faz dentro das quatro linhas.

Após a vitória sobre a equipe de Ribeirão Preto, a reportagem do Meu Timão questionou o camisa 7 sobre como vem sendo a maratona de jogos e o que estava fazendo para suportá-la. E o atacante respondeu:

"Alimentação e descanso. É difícil, mas fico feliz por esses números. Acho que nunca joguei tantas vezes seguidas na minha carreira, méritos também da fisiologia, dos preparadores físico, que vêm dando condições para eu ter essa sequência. Claro que vem o cansaço, tem o lance do Kazim machucado que atrapalha, ele tem minha característica e poderia estar ajudando, mas muito feliz pela sequência", afirmou Jô, que ainda completou:

"Sem dúvida, o descanso é fundamental. Minha vida particular é bem encaminhada, é muito complicado ter tantos jogos seguidos na intensidade que estamos, deve-se a isso ao meu descanso e aos profissionais do clube. Se tiver em forma, você consegue dar sequência no que está fazendo", lembrou.

Em relação à cena de sair de campo com a mão na coxa esquerda, o atacante tranquilizou a torcida corintiana:

"Desconforto. Apesar de 30 anos, estar me cuidando, ainda sou um ser-humano (risos), ainda canso bastante. Dores musculares que acontecem, mas que com descanso e recuperação adequadas me deixam disponível para os jogos, inclusive para quarta-feira", afirmou o camisa 7, citando o duelo com o Internacional, no Beira-Rio, pela Copa do Brasil.

Confira a atual sequência de Jô no Corinthians

Santos - 74 min
Luverdense - 64 min
Ponte Preta - 90 min
Luverdense - 76 min
Ferroviária - 90 min
Red Bull - 90 min
São Paulo - 90 min
Linense - 90 min
Botafogo-SP - 90 min
Universidad de Chile - 90 min
Botafogo-SP - 90 min

Veja mais em: .

Veja Mais:

  • Resta apenas o acerto dos jogadores com seus novos clubes para selar o negócio

    Corinthians e Atlético-MG se acertam por troca de atacantes; jogadores aceitam conversar

    ver detalhes
  • Uendel pode acertar retorno para o Corinthians em breve

    Empresário confirma que Corinthians deve acertar retorno de Uendel em janeiro

    ver detalhes
  • Corinthians jogou boa parte da temporada sem estampa no espaço principal do uniforme

    Otimismo do Corinthians com patrocínio contrasta com fracasso inédito desde era Kalunga

    ver detalhes
  • Carille se despediu do Al-Wehda nesta quinta-feira, quando embarca de volta para o Brasil

    Carille se despede do Al-Wehda em rede social e volta a adiantar retorno ao Brasil

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes