Venda de atletas e luvas da TV fazem Corinthians ter maior arrecadação da história em 2016

Venda de atletas e luvas da TV fazem Corinthians ter maior arrecadação da história em 2016

Felipe, Malcom e Gil foram vendidos pelo Corinthians em 2016

Felipe, Malcom e Gil foram vendidos pelo Corinthians em 2016

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Corinthians arrecadou R$ 458,2 milhões em 2016, um aumento de mais de 58,7% em relação ao faturamento do ano anterior, e encerrou o ano com um superávit de R$ 31 milhões. Os números estão no balanço que será colocado sob aprovação do Conselho Deliberativo no próximo dia 27, e que a reportagem do Meu Timão teve acesso e publica com exclusividade para o torcedor.

Esse número positivo foi alcançado, principalmente, devido a dois fatores: as luvas pelo novo contrato de transmissão de televisão com a TV Globo (R$ 80,7 milhões) e a venda de quase todos os titulares campeões brasileiros, que somou R$ 144 milhões - faltam entrar ainda R$ 30 milhões. Vale lembrar que desse montante oriundo do desmanche entraram efetivamente nos cofres do clube cerca de 50% desse valor (R$ 74,5 milhões). Isso se deve ao fato de os direitos econômicos dos jogadores estarem fatiados, além do pagamento de comissões a agentes e dos impostos das transferências internacionais.

Outros números chamaram atenção no balanço de 2016, como o déficit do clube social e dos departamentos amadores de quase R$ 28 milhões, a arrecadação quase irrisória com o Fiel Torcedor (R$ 7 milhões), que inclusive ficou muito aquém do orçado, além da diminuição de alguns gastos, como despesas administrativas. O dinheiro arrecadado com royalties, Nike e patrocinadores também ficou um pouco abaixo do orçado. O valor com bilheteria, como sempre, zerado - todo valor arrecadado na Arena Corinthians vai para o fundo que administra o estádio (que está deixando o clube, aliás).

O Meu Timão separou os principais assuntos e explicou de forma resumida alguns dados interessados sobre o balanço da temporada de 2016 do Corinthians. Confira abaixo:

Venda de jogadores

A venda de jogadores foi um dos motivos para que a arrecadação do clube tenha sido tão alta em 2016. As transferências de Felipe, Gil, Ralf, Elias, Jadson, Renato Augusto, Malcom, Vagner Love, Luciano e Bruno Henrique somaram R$ 144 milhões. Devido aos impostos das transferências, às comissões dos agentes e, principalmente ao fatiamento dos direitos econômicos dos atletas, o valor líquido foi de R$ 74,5 milhões. Exemplo: Renato Augusto foi vendido por 8 milhões de euros (R$ 17 mi), mas o clube tinha apenas 50%.

Direitos de televisão

O segundo fator mais importante para uma arrecadação tão alta em 2016 foi o bônus da TV Globo pela renovação do vínculo (2019-2024). O clube embolsou R$ 80,7 milhões a mais do que normalmente recebe pela transmissão dos seus jogos na televisão, dos principais campeonatos participantes. Esse bônus fez com que o valor total recebido com direitos de TV fosse de R$ 231 milhões, bem acima do orçado (R$ 141 mi).

Fiel Torcedor

A arrecadação com o programa de sócio-torcedor segue baixa, principalmente se comparada a outros clubes. De acordo com o balanço, mesmo com mais de 100 mil participantes - número sempre varia para baixo e para cima -, o valor arrecadado foi de R$ 7 milhões. Muito abaixo inclusive do próprio orçamento para o ano, que previa R$ 23 milhões. O documento diz que as situações da equipe e do próprio país em 2016 foram as causadoras do valor baixo do programa Fiel Torcedor, que é administrado pela Omni.

Clube social e esportes amadores

O balanço mostra que o clube social e os esportes popularmente chamado de amadores, como natação, seguem com sendo um obstáculo financeiro ao Corinthians. Apesar da arrecadação de R$ 27 milhões, o déficit apresentado foi de R$ 28 milhões. Entre as explicações que constam no documento, há uma diminuição no número de sócios adimplentes e, consequentemente, da arrecadação com as mensalidades.

Uniformes, patrocínios e royalties

Os valores arrecadados com patrocínio e a Nike ficaram parecidos com o que estava orçado, mas com uma quantia menor recebida dos acordos comerciais obtidos para o uniforme, como a Caixa e outras marcas expostas. Ao invés de R$ 52 milhões, o arrecadado ficou em R$ 40,5 milhões. Em relação à fornecedora de material de material esportivo, o valor arrecadado foi dois milhões de reais acima do orçado (R$ 29,5 mi). Já em relação aos royalties (licenciamento da marca do clube), a diferença foi bem maior: de R$ 26,4 milhões estimados, o clube arrecadou em 2016 apenas R$ 12,8 milhões.

Departamento de futebol profissional

Todo o departamento de futebol profissional gastou R$ 216 milhões na última temporada. As despesas com salários e encargos, direitos de imagem e amortização e direitos federativos de novos jogadores é responsável pela maior parte desse montante, como não poderia ser diferente. Foram gastos R$ 163,3 milhões durante a última temporada com esses três itens. Dez milhões de reais a mais do que estava orçado para o ano. Valor esse que seria maior se Edu Gaspar tivesse permanecido. Um dos itens mostra que estava orçado para gasto com assessoria administrativa R$ 8 milhões, mas com sua saída para a Seleção Brasileira o gasto foi de cerca de R$ 3 milhões. O orçado para esse mesmo item em 2017 é na casa dos R$ 2 milhões.

Veja mais em: Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians é líder do Brasileirão de forma isolada

    Palmeiras perde em casa, Santos tropeça fora, e Corinthians segue líder isolado do Brasileirão

    ver detalhes
  • Vagner Mancini teria ofendido jornalista da Rádio Bandeirantes

    Vaza suposto áudio de Mancini festejando vitória com ofensa a jornalista: 'Babaca corinthiano'

    ver detalhes
  • Vitória comemorou triunfo sobre o Corinthians nas redes sociais

    Vitória cita jargão corinthiano para comemorar triunfo na Arena

    ver detalhes
  • Titular contra o Vitória, Gabriel se posicionou sobre a derrota em rede social

    'Mais forte do que nunca': jogadores do Corinthians comentam derrota nas redes sociais

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes