Cássio dividiu com colegas do Corinthians troféu recebido na Arena do Grêmio, revela preparador

Cássio dividiu com colegas do Corinthians troféu recebido na Arena do Grêmio, revela preparador

Por Meu Timão

4.2 mil visualizações 23 comentários Comunicar erro

Cássio defendeu pênalti contra o Grêmio

Cássio defendeu pênalti contra o Grêmio

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A liderança do Corinthians no Campeonato Brasileiro não se deve apenas aos resultados obtidos dentro de campo. A união do elenco alvinegro fora das quatro linhas é o segredo do Timão na temporada de 2017. Um episódio registrado no último dia 25, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, sintetiza isso muito bem.

Leia também: Corinthians sustenta maior invencibilidade do mundo; veja comparação com estrangeiros

O preparador físico Walmir Cruz, braço direito de Fábio Carille no Corinthians, revelou em entrevista à Rádio Jovem Pan, publicada nesta terça-feira, que o goleiro Cássio dividiu uma premiação recebida após a vitória de 1 a 0 sobre o Grêmio. O camisa 12 saiu de campo como o melhor jogador da partida por ter defendido pênalti de Luan.

"O Cássio pegou o pênalti do Luan e ganhou o troféu de melhor jogador em campo. Aí, quando nós nos reunimos dentro do vestiário para agradecer, ele chegou, colocou o troféu no meio da roda e falou para todo mundo: ‘ó, isso aqui não é meu, não! É dividido com todos vocês, porque dá orgulho de ver todo mundo correndo, voltando, dando carrinho, chutão…’", contou Walmir Cruz.

"É esse o espírito que o Corinthians tem. Não é aquela coisa de que a vaidade e o orgulho são maiores que o resto", completou.

Leia também: Arana publica chapéu em rede social e ganha parabéns de companheiros

Desde o início do ano, em entrevistas concedidas tanto por jogadores recém-chegados quanto por aqueles que já estavam no elenco há mais tempo, ficou claro que o foco do elenco alvinegro era transformar o ambiente do Corinthians. Em 2016, a rodagem de técnicos e a falta de bons resultados pesou contra o Timão nesse sentido.

"Hoje, nós temos o Corinthians como maior que tudo. E tem de ser assim. Nós somos apenas um complemento de tudo isso. O nosso ambiente de trabalho é muito bom. A comissão técnica, apesar de jovem, é muito experiente nessa questão de gestão de pessoas. A gente trabalha integrado, e o convívio é salutar. Saímos para almoçar, jantar… Somos, de fato, amigos", resumiu Walmir Cruz.

Veja mais em: Cássio, Campeonato Brasileiro e Elenco do Corinthians.

Veja Mais:

  • Clayson, Luan, Sornoza, Marciel e Matheus Matias: confira o vaivém no Corinthians neste fim de 2018

    Corinthians no mercado da bola: saiba quem chega, quem sai e quem negocia com o Timão para 2019

    ver detalhes
  • Boa parte da grana deixada pelo torcedor na Arena Corinthians não vai para o Fundo

    Despesas levam R$ 15,5 mi da bilheteria do Corinthians em 2018; veja levantamento do Meu Timão

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians deposita altas doses de esperança no retorno de Carille

    Torcida do Corinthians coloca retorno do Carille no topo dos assuntos mais comentados do Brasil

    ver detalhes
  • Uendel, um dos alvos do Corinthians, tem 30 anos; 11 a mais que o atual titular Carlos Augusto

    Corinthians aumenta 'filtro de idade' em buscas indicadas por Carille no mercado da bola

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes