Em encontro 'diferente', Oya e Vitinho comentam duelo do Corinthians com Seleção Sub-17

Em encontro 'diferente', Oya e Vitinho comentam duelo do Corinthians com Seleção Sub-17

Por Andrew Sousa e Larissa Lima

Vitinho teve de enfrentar o Corinthians em manhã diferente no CT Joaquim Grava

Vitinho teve de enfrentar o Corinthians em manhã diferente no CT Joaquim Grava

Foto: Divulgação/Corinthians

Acostumados a se encontrar durante os treinamentos no CT Joaquim Grava e até dividir o meio de campo do Corinthians, Fabrício Oya e Vitinho tiveram uma manhã diferente nesta quinta-feira. Comandado por Dyego Coelho, o time Sub-20 do Timão sofreu 2 a 0 da Seleção Brasileira Sub-17 em amistoso preparatório para a Copa do Mundo, que acontece em outubro.

Jogador do clube desde a infância, Vitinho atualmente alterna entre as categorias Sub-17 e Sub-20. Por conta disso, conhecia muito bem os adversários desta quinta. Sem negar o estranhamento por jogar contra o Corinthians, o jogador revelou surpresa pelas mudanças na equipe de Coelho.

"Muito (estranho). Ainda mais jogando no CT onde eu costumo treinar. A pressão veio ao contrário dessa vez. Pelo que eu conheço do time, eles mudaram muito, faz tempo que não treino com o Sub-20. Então foi uma dificuldade muito grande para nós. A preparação está sendo muito boa. Tivemos um amistoso contra o Inter, acabamos perdendo, mas treinamos, ajustamos o time e acabamos saindo com a vitória aqui contra o Corinthians", contou Vitinho em entrevista ao Meu Timão.

Leia também:
Cinco anos depois, Corinthians recebe parte da venda de Lucas Moura por ser clube formador
Visando melhorias no Corinthians, Yamada faz curso para ampliar conhecimentos sobre a base

Único corinthiano convocado, Vitinho tem agradado na Seleção Sub-17. No final de agosto, o meia marcou dois gols em amistoso preparatório na Inglaterra. As boas atuações o credenciaram ao Mundial, onde o Brasil enfrenta Espanha, Coreia do Norte e Niger, nos dias 7, 10 e 13 de outubro. Mais do que lutar por um título, o garoto se sente realizado por representar seu clube formador.

"Prazer muito grande. Além de representar a Fiel, estamos representando milhões de brasileiros. É uma oportunidade muito grande. Quero ser campeão e representar muito bem o Corinthians lá", afirmou.

Do outro lado, Fabrício Oya aprovou o amistoso. Mais do que dar ritmo ao time que disputa o Paulistão Sub-20, a partida foi uma oportunidade para o meia mostrar sua capacidade à comissão técnica da Seleção. Sendo assim, mesmo se tratando de um jogo treino, não faltou motivação.

"Foi uma experiência boa, acho que para todo mundo, não só para mim. Bom, jogar contra a Seleção, todos ficam meio ansiosos. Querendo ou não, é uma visibilidade também. Estão todos ali, Amadeu, Raul. Então, todo mundo veio aqui para tentar dar o melhor", disse Oya.

Fabrício Oya atuou durante o segundo tempo do amistoso com a Seleção

Fabrício Oya atuou durante o segundo tempo do amistoso com a Seleção

Larissa Lima/Meu Timão

Veja mais em: Base do Corinthians e Fabricio Oya.

Veja Mais:

  • Com a 9 corinthiana, Luizão foi artilheiro da Libertadores de 2000, com 15 gols

    Ao Meu Timão, Luizão fala da busca do Corinthians por centroavante: 'Se cavar, acha na Argentina'

    ver detalhes
  • Camacho (à dir.) ganhou oportunidade entre os titulares no treino desta sexta

    Carille esboça time titular com uma troca; chance de mudança no esquema existe

    ver detalhes
  • Emerson Sheik com a camisa do Corinthians em coletiva no CT

    Emerson Sheik é apresentado, diz entender desconfiança e promete dar resposta em campo

    ver detalhes
  • Sheik assinou contrato até o fim de junho

    Emerson Sheik fala sobre contrato de seis meses, aposentadoria e possível renovação com Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes