Técnico do São Paulo aponta erros de arbitragem a favor do Corinthians em Majestoso

4.6 mil visualizações 94 comentários

Por Meu Timão

O técnico Dorival Júnior alegou que o Timão foi favorecido no clássico contra o São Paulo

O técnico Dorival Júnior alegou que o Timão foi favorecido no clássico contra o São Paulo

Rubens Chiri / SPFC

A arbitragem do empate de 1 a 1 no clássico de Corinthians e São Paulo, na manhã deste domingo, foi alvo de críticas do técnico Dorival Júnior. Assim como o ex-corinthiano Petros, o treinador da equipe do Morumbi apontou erros sobre a atuação do árbitro Juiz Wagner do Nascimento Magalhães no Majestoso e afirmou que o juiz acabou impedindo que o time vencesse o Timão, que é líder do Campeonato Brasileiro.

“Não é incompetência da arbitragem. Na minha concepção, tirou a possibilidade do resultado. Mas é erro que poderia ter acontecido a nosso favor. Da maneira como estava, acabaria. Foram erros capitais. Pisão do Maycon foi ignorado, uma coisa impressionante. Bola atrasada pelo Pablo não foi dado nada. Pênalti. Abriu o braço dentro da área”, avaliou o técnico são-paulino após o confronto no estádio do Morumbi.

“Já vi pênaltis absurdos contra o próprio São Paulo. E aí o gol. Jogar contra o líder e contra o imponderável? É complicado. Não é qualquer equipe que consegue. Taticamente, sim, melhor partida do São Paulo”, completou o treinador.

Na disputa do Majestoso, o Corinthians viu o São Paulo abrir o placar com Petros. O placar seguiu favorável para a equipe do Morumbi até os 33 minutos do segundo tempo, quando Clayson balançou a rede e marcou o seu primeiro gol com a camisa do Timão. De acordo com Dorival, lances faltosos não marcados – como o suposto pênalti por toque de mão por Pablo - e o gol anulado por conta de uma falta de Lucas Pratto sobre o goleiro Cássio definiram o resultado da partida.

Leia também:
Em vídeo, Gabriel reitera desculpas por gesto obsceno: 'Não faz parte do meu caráter'
Corinthians vai pagar empresa de ônibus apedrejado na chegada ao Morumbi
Procuradoria diz que fará denúncia, e Gabriel deve ser julgado no STJD

Fizemos o primeiro gol, tivemos com certeza penalidade não anotada. Segundo gol é claro, o Pratto de costas para o Cássio, única opção que ele teria é o que ele fez. E o árbitro foi na condição que o Cássio propôs. O segundo gol mataria o jogo com certeza. Jogo totalmente controlado pela nossa equipe, marcação muito forte. É uma pena que mais uma vez deixa escapar resultado que seria fundamental, completando a crescente da equipe”, apontou Dorival.

O Corinthians segue líder absoluto do Campeonato Brasileiro, com 54 pontos conquistados. São 10 pontos a mais em relação ao segundo colocado Santos, que pode ser ultrapassado pelo Grêmio ainda nesta rodada, já que a equipe gaúcha enfrenta o Bahia neste domingo. Já o São Paulo, temporariamente, se vê fora da zona de rebaixamento e ocupa a 15º posição com 28 pontos.

Veja mais em: Majestoso, Campeonato Brasileiro e Arbitragem.

Veja Mais:

  • Michel Macedo vai deixar o Corinthians

    Michel Macedo não viaja a Porto Alegre e se despede do Corinthians

    ver detalhes
  • Foto oficial do jogo contra o Palmeiras, na Arena Corinthians, pela final do Paulistão 2020

    FPF altera horários de jogos do Corinthians no Paulistão por conta de lockdown em São Paulo

    ver detalhes
  • VÍDEO: Mancini pede e Corinthians dá 9 joias para ataque e defesa: conheça o novo elenco de 2021

    ver detalhes
  • Éderson em ação contra o América-MG, nas oitavas de final da Copa do Brasil

    Corinthians negocia empréstimo de Éderson ao América-MG

    ver detalhes
  • Cafu só teve três chances com a camisa do Corinthians

    Diretor diz que opinião de treinador vai definir futuro de Cafu no Corinthians: 'Ou joga ou negocia'

    ver detalhes
  • Ao lado de Alessandro, Roberto Andrade voltou à diretoria do Corinthians em 2021; diretor ironizou proposta por Vital

    Diretor do Corinthians diz que proposta por Vital 'nem devia ter vindo' e explica situação de Walter

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x