Goiás x Corinthians

Pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians vai vencendo o Goiás

Acompanhe ao vivo

Meia da base do Corinthians tem carreira moldada por morte de primo em caso de violência após Dérbi

3.3 mil visualizações 20 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Jovem meio campista joga com primo na memória

Jovem meio campista joga com primo na memória

Reprodução/Instagram

Para torcedores e jogadores do Corinthians, poucas coisas são mais especiais do que um clássico contra o Palmeiras. Mas nem todos tem boas lembranças do Dérbi. Serginho, promessa do Sub-17 alvinegro, tem uma história bastante triste ligada ao confronto. Cinco anos antes de nascer, perdeu o primo em um caso de violência no futebol. A morte de Paulo Sérgio, então com 31 anos, serve até hoje como norte para a carreira do garoto.

"Meu primo foi um corinthiano fanático. Meu pai me conta que ele ia em todos os jogos e que se ele estivesse vivo eu seria praticamente filho dele, porque ele teria muito orgulho de mim", contou o prata da casa do Timão, em entrevista ao Lance!.

Leia também:
Circula nas redes sociais campanha em prol de união das torcidas do Corinthians
Clássico contra Corinthians motiva jogador do Palmeiras: 'Uma grande final'

A fatalidade aconteceu em 1994. Após o primeiro jogo da final do Brasileirão entre Corinthians e Palmeiras, o primo de Serginho deixava o Pacaembu sentado em uma caminhonete, quando foi atingido por um tiro na cabeça. O autor do disparo era palmeirense e foi condenado apenas em 2008, com 12 anos de cadeia.

"Violência é muito triste. Hoje em dia você tem tanta informação e tecnologia que a mente das pessoas também deveria evoluir. Sei que sempre vai existir rivalidade, mas briga e morte não deveria acontecer, porque sempre sobra para uma família, alguém que não tem nada a ver", lamentou.

"Ele era bastante querido por todos, meu pai tinha uma relação próxima com ele e eu também queria ter conhecido. Isso impactou muito nossa família, porque ele morreu novo (aos 31 anos), tinha uma vida pela frente", completou.

Leia também: Fagner diz não ter assistido a jogo de rival: 'Me preocupo com o Corinthians'

Com toda essa influência na vida, Serginho usa o drama familiar como combustível para a carreira. Até aqui os frutos são positivos. O meia já conquistou um Paulistão Sub-13 pelo Corinthians e agora busca novos objetivos, como a Copa do Brasil Sub-17, onde o Timão enfrenta o Vitória nesta quarta-feira, por uma vaga na semifinal. Recuperado de lesão, o jogador, que já teve passagens pela Seleção, se prepara para voltar a atuar, sempre com o primo Paulo Sérgio na cabeça.

"Jogo um pouco por ele, sim. Dentro do clube tem conselheiros e diretores que já me falaram dele, que lembram e associam. Se Deus quiser, lá na frente, em pouco tempo, vai ter um novo Elia brilhando no Corinthians", concluiu, fazendo referência ao sobrenome da família, Costabile Elia.

Veja mais em: Base do Corinthians, Dérbi e Violência no futebol.

Veja Mais:

  • Corinthians enfrenta o Goiás na noite desta quarta-feira

    Corinthians visita o Goiás para se manter no G4 do Brasileirão; acompanhe em tempo real

    ver detalhes
  • Carlos Augusto é uma das novidades do Corinthians para o jogo desta quarta-feira

    Com sete novidades, Corinthians confirma escalação para duelo contra o Goiás

    ver detalhes
  • Bruno Méndez atuou apenas uma vez como zagueiro titular da equipe, contra o Fluminense, no mês passado

    Méndez deve ser titular do Corinthians contra o Goiás no Serra Dourada

    ver detalhes
  • Corinthians e Goiás se enfrentam nesta noite

    TV Globo transmite Goiás x Corinthians para dez estados; veja onde assistir

    ver detalhes
  • Timão bateu o Botafogo em casa por 3 a 0

    Corinthians vence o Botafogo e terá Majestoso pela frente no Brasileiro Sub-20

    ver detalhes
  • Araos está emprestado à Ponte Preta até o fim da temporada

    Araos quase faz golaço em estreia na Ponte Preta e ganha atenção na imprensa chilena

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: