Clayson divulga comunicado sobre confusão no Dérbi e nega ter cuspido em Felipe Melo

46 mil visualizações 168 comentários

Por Meu Timão

Clayson esclareceu a confusão que aconteceu no intervalo do Dérbi

Clayson esclareceu a confusão que aconteceu no intervalo do Dérbi

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O atacante Clayson, do Corinthians, divulgou comunicado na noite desta segunda-feira sobre as acusações de que teria cuspido no volante Felipe Melo, do Palmeiras. Os dois se envolveram em uma confusão no intervalo do Dérbi deste domingo, vencido pelo Timão.

O jogador rival acusou o atleta do Timão em uma publicação no Twitter nessa segunda-feira utilizando um vídeo que não deixa claro o que exatamente ocorreu na confusão.

No comunicado divulgado para a imprensa, Clayson diz que reagiu a uma agressão por parte de Felipe e garante que não cuspiu. Ele até afirma ter jogado algo na direção do volante palmeirense, mas garante que estava apenas devolvendo o que teria sido jogado nele anteriormente.

Leia também:
Corinthians e Fagner chegam a acordo verbal sobre renovação, diz site
Andrés confirma Ronaldo Fenômeno no Corinthians em caso de vitória em eleição

"Tudo isso só aconteceu porque o Felipe, que já saía do gramado, voltou, me esperou e veio em minha direção apontando o dedo, com ameaças e muitos xingamentos. O Kazim entrou no meio para apaziguar e, durante esta confusão, alguém jogou algo em mim, desencadeando todo o ocorrido já descrito acima", explica o jogador do Corinthians.

As imagens da confusão serão avaliadas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Nada foi relatado na súmula, que já consta no site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) desde a manhã desta segunda-feira.

Confira o comunicado divulgado por Clayson

Como disse, ainda na Arena Corinthians, apenas reagi a uma agressão. Diferentemente do que estou sendo acusado, não cuspi em ninguém. Isso está claro nas imagens, que mostram que, de forma alguma, eu cuspi em direção ao Felipe Melo. Na sequência, ele arremessa sua munhequeira em mim.

Pouco depois de o Felipe vir até mim, sendo seguro pelo Kazim, veio algum objeto em minha direção. Vendo as imagens, com calma, percebe-se que alguém atira algo em mim e não é possível identificar com clareza quem foi. No reflexo, tive uma reação natural de devolver o que recebi. Em seguida, o Felipe atira sua munhequeira em mim.

Tudo isso só aconteceu porque o Felipe, que já saia do gramado, voltou, me esperou e veio em minha direção apontando o dedo, com ameaças e muitos xingamentos. O Kazim entrou no meio para apaziguar e, durante esta confusão, alguém jogou algo em mim, desencadeando todo o ocorrido já descrito acima.

Nunca foi, não é e nunca será da minha índole estar envolvido em polêmica. Pelo contrário! No entanto, diante das provocações, a situação do jogo quente e de algo ter sido jogado contra mim, reagi. Sempre primei pelo trabalho, boa educação e respeito ao adversário. Princípios que, sim, aprendi com minha família. Família, uma entidade que está acima de tudo, merece todo nosso carinho, admiração, faz o ser humano ser quem ele é e não deve nunca ser agredida ou ofendida.

Para mim, quando termino um jogo, acaba em campo, um espetáculo para a família. Espetáculo nas quatro linhas, sem levar nada para fora. Esse é o meu caráter e o profissional que eu sou.

Veja mais em: Clayson e Dérbi.

Veja Mais:

  • Coorinthians venceu a Inter de Limeira no jogo-treino deste domingo

    Corinthians vence Inter de Limeira em jogo-treino com gol de jovem da base

    ver detalhes
  • Cacau deve ter sua saída do Corinthians anunciada em breve

    Corinthians e Cacau não chegam a acordo e atacante não fica no clube

    ver detalhes
  • Diego \costa se despediu do Atlético-MG neste domingo

    Na mira do Corinthians, Diego Costa confirma saída e se despede do Atlético-MG

    ver detalhes
  • Mantuan tem ganhado espaço no ataque do Corinthians

    Quem você quer ver como atacante de referência do Corinthians? Vote em enquete do Meu Timão

    ver detalhes
  • A colombiana Liana Salazar é a terceira estrangeira a defender o Corinthians

    Liana Salazar é a terceira estrangeira da história do Corinthians; relembre trajetória de cada uma

    ver detalhes
  • Róger Guedes, com 25 anos, foi o mais experiente de ambos os trios

    Ataques testados pelo Corinthians em treino seriam os mais jovens da Série A

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x