Por que Pedrinho perdeu espaço em 2018? Especialistas do Corinthians explicam

Por que Pedrinho perdeu espaço em 2018? Especialistas do Corinthians explicam

Por Meu Timão

19 mil visualizações 168 comentários Comunicar erro

Pedrinho em ação no jogo-treino da última terça-feira, contra o Nacional, no CT

Pedrinho em ação no jogo-treino da última terça-feira, contra o Nacional, no CT

Danilo Augusto/Meu Timão

Das seis partidas disputadas pelo Corinthians em 2018, Pedrinho atuou somente em uma (derrota por 4 a 2 para o Rangers, da Escócia). O fato de o meia-atacante de 19 anos, considerado revelação do Timão, ter perdido espaço com o técnico Fábio Carille neste começo de temporada tem rendido questionamentos de torcedores nas redes sociais. Dois especialistas do clube, então, detalharam a situação física do jogador ao portal GloboEsporte.com.

Segundo o médico Julio Stancati, Pedrinho apresentou deficiência de ferro no organismo nos primeiros dias do ano, consequência da cirurgia à qual foi submetido há cerca de cinco meses (retirada das amígdalas). Assim, voltou a ganhar atenção do departamento de fisiologia do clube a fim de impulsionar sua forma física.

“Ele apresentou valores baixos de hemoglobina, decorrente da falta de ferro, mas não há um quadro de anemia. Estamos tratando, fazendo suplementação (alimentar e vitamínica), e os níveis já estão próximos do ideal”, afirmou Stancati.

Leia também:
O menino fica! No Twitter, Corinthians descarta chance de emprestar Pedrinho
Querendo retribuir apoio, Pedrinho descarta chance de deixar o Corinthians: 'Não quero e não vou'

Por conta do procedimento cirúrgico e, consequentemente, da falta de ferro, Pedrinho perdeu peso, o que fez seu quadro físico regredir – desde que passou a integrar o plantel principal, há um ano, o meia vinha sendo submetido a trabalho especial no Timão com o objetivo de ganhar massa muscular.

Para o preparador físico Walmir Cruz, Pedrinho irá amadurecer fisicamente sem perder sua principal característica: velocidade. “O Pedrinho foi um atleta que teve um crescimento grande nessa questão de ganhar força. Não adianta a gente passar números a cada três meses, pois não vamos ter nada significativo, demora para o atleta ganhar massa e força. Ele precisa ganhar um pouco mais de massa, mas isso não significa que ele vá perder velocidade ou drible. Queremos que ele tenha um amadurecimento físico que não atrapalhe o que ele tem de melhor”, completou.

Veja mais em: Pedrinho.

Veja Mais:

  • Na segunda partida da temporada, Corinthians de Carille já conheceu o sabor da derrota

    Corinthians marca no início, mas leva virada e sofre primeira derrota no Campeonato Paulista

    ver detalhes
  • Carille garantiu Henrique entre os titulares do Corinthians nesse início de temporada

    Carille fala em vagas abertas na equipe titular do Corinthians, mas garante Henrique na defesa

    ver detalhes
  • Gustagol sobe de cabeça contra zaga do Guarani; camisa 19 é ponto alto do Timão

    Gustagol é eleito craque, e trio de defensores decepciona na primeira derrota do Corinthians em 2019

    ver detalhes
  • Argentino Mauro Boselli já treina com bola e pode estrear no fim de semana

    Carille é cauteloso, mas não descarta estreia de Boselli contra Ponte Preta

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes