Fagner 'esquece' Europa e se espelha em companheiros por longevidade no Corinthians

2.4 mil visualizações 42 comentários

Por Meu Timão

Fagner quer mais títulos com a camisa do Corinthians

Fagner quer mais títulos com a camisa do Corinthians

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Dono de uma enorme regularidade nas últimas cinco temporadas, Fagner é um dos mais importantes nomes do atual elenco do Corinthians. Absoluto na posição, identificado com o clube e brigando por uma vaga na Copa do Mundo, o lateral já não pensa em voltar à Europa. Prova disso foi a renovação de contrato recente, que vai até o fim de 2021.

"Acredito que conforme vai passando os anos, você vai ficando mais velho, acho que um monte de coisas começam a influenciar para você tomar suas decisões. Estou muito bem aqui, minha família é daqui", afirmou, em entrevista ao Lance!.

"Hoje, sinceramente, só se fosse alguma coisa muito absurda em termos de clube, carreira ou que mexesse com um desafio muito grande. Mas não é meu primeiro objetivo, estou muito feliz aqui, renovei meu contrato", completou.

Leia também:
Corinthians põe fim à sequência ruim e conquista primeira vitória no returno da Superliga
Esquenta pré-Carnaval: líder Corinthians 'cai na avenida' contra o Santo André; saiba tudo do jogo
Carille admite sondagens por Maycon e Marquinhos Gabriel

Com a intenção de seguir conquistando títulos e colocar ainda mais seu nome da história do clube, Fagner se espelha em exemplos do próprio Corinthians. Cada vez mais rara no futebol, a longevidade vestindo uma camisa é seu principal objetivo.

"Conquistar títulos aqui, fazer história no clube. Hoje o futebol é dinâmico, então é muito difícil ficar muito tempo em um clube. Hoje o Corinthians tem os exemplos do Danilo e do Cássio, e posso escrever minha história mais ou menos parecida. Estou indo para o quinto ano, agora é conquistar mais títulos para deixar meu nome marcado no clube", disse.

"Eu tenho uma ligação muito grande com o clube, estou aqui desde os nove anos, fiquei um tempo fora e já estou há cinco depois que voltei. Fiquei oito anos na base. Tenho muita identificação, mas isso (ser ídolo ou não) vem muito do torcedor, o jeito que ele te trata. E eu fico feliz pelo carinho que recebo, é um reconhecimento de tudo que represento dentro de campo", finalizou.

Veja mais em: Fagner.

Veja Mais:

  • Cantillo vinha treinando normalmente desde a volta dos trabalhos no CT

    Cantillo testa positivo para coronavírus e desfalca o Corinthians em retorno do Paulistão

    ver detalhes
  • Elenco já treinou na Arena com Tiago Nunes

    Corinthians marca treinamento na Arena nesta quarta-feira; comissão discute planejamento

    ver detalhes
  • Pelo Corinthians, após quase cinco anos de vínculo, Clodoaldo atuou apenas em 20 jogos e marcou cinco gols. Foi dele o gol do empate no último - e derradeiro -, confronto da equipe no fatídico Brasileirão 2007

    Corinthians é condenado a pagar quase R$ 1 milhão para Clodoaldo; ação durou oito anos

    ver detalhes
  • Natel deve ser oficializado em breve como reforço do Corinthians para segundo semestre

    Anúncio de Léo Natel no Corinthians atrasou por teste positivo de coronavírus; atleta já treina

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez teve mais uma notícia ruim na noite desta segunda-feira

    Conselho de Orientação do Corinthians também sugere reprovação de contas de 2019

    ver detalhes
  • Atacante Jô pode reestrear pelo Corinthians na retomada do Campeonato Paulista

    CBF define janelas internacionais, e Jô pode reestrear pelo Corinthians contra o Palmeiras

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: