'Santista evoluída', viúva de Sócrates afirma ter sido socorrida pela torcida do Corinthians

'Santista evoluída', viúva de Sócrates afirma ter sido socorrida pela torcida do Corinthians

3.7 mil visualizações 45 comentários Comunicar erro

Kátia Bagnarelli, no lançamento de autobiografia nessa segunda-feira

Kátia Bagnarelli, no lançamento de autobiografia nessa segunda-feira

Rafaela de Oliveira/Meu Timão

Viúva de Sócrates, um dos jogadores mais representativos de toda a história do Corinthians, Katia Bagnarelli recordou o apoio que recebeu da Fiel quando o ex-jogador alvinegro faleceu, em dezembro de 2011. Em bate-papo acontecido na noite dessa segunda-feira, a jornalista, santista de origem, afirmou ao Meu Timão ter sido socorrida pela torcida corinthiana.

"Sou uma santista evoluída. Quando Sócrates faleceu eu ainda era santista, e quem me socorreu de verdade, como ser humano e depois como viúva, foi a torcida do Corinthians. De um a um, a hora que eu vi já estava dentro da Gaviões, com amigos do clube dentro da minha casa, pessoas que eu nunca tinha visto me deram colo, palavra amiga e me ajudaram em projetos sociais", disse.

"Ter virado a casaca, da forma que brinco como corinthiana hoje, é uma coisa sentida na pele. E aí, narrando Sócrates, no momento em que ele conta que, também santista, veio para São Paulo e no primeiro contato com a torcida (do Timão) já atleta, foi o que o fez se apaixonar pelo povo daqui e virar corinthiano de vez", completou.

Autora autografou centena de livros

Autora autografou centenas de livros no lançamento da obra, em São Paulo

Rafaela de Oliveira/Meu Timão

Como co-escritora, Katia lançou autobiografia intitulada 'Sócrates Eterno', na Livraria da Vila, em São Paulo, na noite dessa segunda. Na obra, alguns dos relatos foram escritos a punho pelo próprio Doutor e, outros, narrados a ex-mulher. Temáticas como a história do Brasil e o futebol mundial dão tom à publicação, que revela detalhes da vida do antigo atleta.

Bagnarelli aproveitou para reforçar sua gratidão ao suporte que recebe por todos os lugares onde passa, apontado-o como combustível para seguir com o legado deixado por Sócrates - dono de personalidade e opiniões fortes.

"Essa energia é contagiosa e fica com a gente. Tenho tudo, tudo, para agradecer. Não só ao Corinthians como instituição, mas principalmente à torcida corinthiana. Se não fosse ela, hoje pelas redes sociais, na minha casa, no meu bairro, em todos os lugares, talvez eu não tivesse tanta força para liderar um empreendimento como esse", encerrou.

Veja mais em: Ídolos do Corinthians.

Veja Mais:

  • 'Não sei por que fazem tanto romance em torno disso', declarou Rosenberg sobre dívida pela Arena

    Rosenberg atualiza dívida do Corinthians pela Arena: 'Na pior das hipóteses, deve R$ 650 milhões'

    ver detalhes
  • Mais maduro, Pedrinho quer aumentar coleção de títulos pelo Corinthians em 2019

    Questionado sobre Carille, Pedrinho sugere permanência no Corinthians para 2019

    ver detalhes
  • Jorge Henrique foi Campeão da Libertadores e do Mundial na temporada de 2012

    Jorge Henrique analisa comparação de estilo de jogo com Romero e fala em 2019 melhor no Corinthians

    ver detalhes
  • Atacante Janderson é opção para Barroca em duelo com Internacional; bola rola às 16h

    Classificados, Corinthians e Internacional duelam por liderança na Copa RS

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes