Henrique enaltece postura do Corinthians em clássico e explica cobrança por defesa 'afinada'

Henrique enaltece postura do Corinthians em clássico e explica cobrança por defesa 'afinada'

Por Rafaela De Oliveira e Rodrigo Vessoni

2.4 mil visualizações 45 comentários Comunicar erro

Ao lado de Balbuena, zagueiro foi titular do Timão diante do Santos

Ao lado de Balbuena, zagueiro foi titular do Timão diante do Santos

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

O Corinthians protagonizou um empate por 1 a 1 com o Santos na noite desse domingo, no Pacaembu, em duelo válido pela décima rodada do Campeonato Paulista. O resultado do embate, em que o Timão saiu à frente com gol de Renê Júnior, foi repercutido pelo zagueiro Henrique ao Meu Timão. Maratona de três jogos foi lembrada.

"Sabíamos que ir ser um jogo difícil, complicado, com mando deles. Mas a equipe se portou bem, fez um grande jogo, sai com um sentimento meio triste pelo resultado, mas não pelo que mostramos dentro de campo", contou, na zona mista do estádio.

"Esses três jogos foram muito bons. É claro que queríamos vencê-los, mas na Libertadores, jogo fora, acabamos no empate. E aqui também. É difícil", completou, referenciando-se aos confrontos com Palmeiras, pelo estadual, e com Millonarios, pela Libertadores.

Leia também: Autor de golaço, Renê Júnior é destaque no clássico; só três corinthianos ficam acima de 6.0

O beque alvinegro, autor de atuações seguras desde que assumiu a titularidade, desbancando, para tanto, o companheiro Pedro Henrique, ressaltou a solidez do setor defensivo corinthiano. A cobrança coletiva, e aí é importante considerar Maycon no lugar de Capixaba, foi apontada como responsável para 'afinação' da linha de quatro.

"Estamos nos cobrando bastante, É identidade do Corinthians, marcação.. Todo mundo se cobrando, se dedicando, e isso vem acontecendo. Aconteceu hoje de novo. E por uma infelicidade nossa tomamos gol aos 41 do segundo tempo. Mas são coisas que podemos acertar para sairmos com vitórias".

"Todo mundo aqui no Corinthians quer marcar, jogar, correr, se doar um para o outro. E isso vem acontecendo. A defesa do Corinthians começa lá na frente, com todo mundo correndo, se dedicando, e temos muito a crescer, mas estamos no caminho certo", encerrou.

Depois da partida com o time do litoral paulista, o Corinthians, líder do Grupo A com 17 pontos, volta a trabalhar no CT Joaquim Grava na manhã desta segunda-feira.

Veja mais em: Henrique e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Renan Areias (no centro) está no Corinthians desde os seis anos de idade

    Corinthians empresta capitão do Sub-20 para o Red Bull Brasil

    ver detalhes
  • Fessin já marcou três gols pelo Corinthians no Paulista Sub-20

    Fessin marca, Corinthians vence no Paulista Sub-20 e diminui distância para rival

    ver detalhes
  • Corinthians fechou a primeira fase na liderança e invicto no Paulista Feminino

    Corinthians vence Portuguesa e fecha primeira fase do Paulista Feminino líder invicto

    ver detalhes
  • Corinthians de Ronaldo foi eliminado pelo Tolima em 2011 e mesmo assim Tite seguiu como técnico

    Tite/11 x Loss/18: diferenças e semelhanças entre as crises corinthianas comparadas por Andrés

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes